Terça-Feira , 28 Março 2017

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) inicia o cadastramento para os ambulantes que desejam trabalhar na festa de Iemanjá. Serão disponibilizadas 410 vagas para isopores, food trucks e carros de gelo. O agendamento terá início nesta quinta-feira (26), às 10h, e segue até 23h59 da sexta (27). O cadastramento será feito presencialmente, na sede da Semop (Rua 28 de Setembro, s/n, Baixa dos Bapateiros), nos dias 30 e 31, das 8h às 17h.

Para o licenciamento, será obedecida a ordem de senha a ser disponibilizada pelo site www.ambulante.salvador.ba.gov.br. Como já acontece em outras festas populares, o uso de louças, vidros e alumínio não será permitido – todo material deverá ser descartável. Também não será permitida a comercialização de produtos em carros-de-mão, fogareiros, churrasqueiras e nem bebidas pré-preparadas artesanalmente. Todo material irregular será apreendido. 

A instalação dos equipamentos pode ser feita a partir das 12h do primeiro dia de fevereiro e a retirada do material até 8h do dia 3 do mesmo mês. O objetivo da proibição é garantir a segurança não apenas de quem trabalha, mas de quem vai curtir a festa. Para a festa de São Lázaro (Federação), que acontece no próximo dia 31, não há necessidade de credenciamento. As equipes da Semop estarão no local para ordenar os vendedores.

 

Os moradores do Subúrbio Ferroviário vão ter acesso aos atendimentos do Bolsa Família Móvel nesta quinta-feira (26). A ação acontece das 9h às 15h, no Restaurante Popular Cuidar, localizado na Rua Santa Filomena, s/n, São Tomé de Paripe (próximo à Unidade de Saúde de Família). A iniciativa é da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) e, na ocasião, serão realizadas inclusões e atualizações cadastrais de beneficiários.

Para o atendimento, o responsável legal da família deve apresentar original do RG, CPF, título de eleitor e carteira de trabalho (caso assinada, levar contracheque). Também é exigido o comprovante de residência – de preferência recibo de tarifa de energia elétrica, água ou correspondência semelhante recebida pelo Correio.

Para as demais pessoas da família, é necessária a apresentação de original do RG, CPF, título de eleitor e carteira de trabalho (caso assinada, levar contracheque) para os maiores de 18 anos. São solicitados ainda a carteira de identidade e/ou certidão de nascimento e o atestado de frequência escolar de crianças e adolescentes.

Em caso de falecimento de algum dos dependentes, é preciso levar certidão de óbito. Quem já tem algum benefício, deve apresentar também o Cartão Cidadão. Os maiores de 60 anos interessados em fazer a Carteira do Idoso deve apresentar uma foto 3x4.

O Restaurante Popular Cuidar é administrado pela Prefeitura, através da Semps. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 13h30. O local possui instalações adequadas de higiene e fornece alimentação balanceada a preço acessível (R$1). São servidas 350 refeições por dia para moradores do bairro de São Tomé de Paripe e comunidades vizinhas. Para crianças de até 10 anos, não é cobrada taxa.  

 

A partir desta quarta-feira (25), os taxistas que atuam em Salvador estão liberados para utilizar aplicativos regulamentados pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), para encomendar táxis através do uso de tablets ou celulares. Com a ferramenta, será permitido aos usuários optar entre o valor do taxímetro ou aquele sugerido pelo aplicativo. Entretanto, o preço exibido no app não poderá ultrapassar a quantia exibida no taxímetro. A autorização para funcionamento foi publicada na edição de hoje (25) do Diário Oficial do Município (DOM), mas o início da operação fica por conta das associações de taxistas.

Outra comodidade disponível nas ferramentas oficiais é a opção por escolher uma viagem compartilhada. Dessa forma, um passageiro que chame o táxi de um bairro no Centro da cidade com destino à Barra, por exemplo, poderá, caso seja de sua vontade, aceitar que o motorista conduza um ou mais passageiros que sigam para o mesmo destino e estejam no perímetro do trajeto escolhido pelo primeiro ocupante. Nesse caso, o valor da corrida será dividido de acordo com o tempo de permanência e a partir do ponto em que o segundo ocupante passe a integrar a viagem.

"A partir de agora, os usuários de táxis de Salvador passam a ter acesso, de maneira legalizada, a esse serviço que vai proporcionar maior comodidade e segurança às pessoas, visto que os táxis da cidade são constantemente fiscalizados, passam anualmente por vistoria e, o mais importante, têm regulamentação junto à Prefeitura, o que garante a confiabilidade do serviço. Então, a população pode ter certeza de que passa a contar com uma estrutura ainda melhor, com carros novos, seguros e acessíveis", garante o secretário de Mobilidade, Fábio Mota.

Os apps estarão disponíveis nas principais lojas virtuais de aplicativos e poderão ser baixados gratuitamente. Para ter acesso ao serviço, com todas as vantagens disponíveis, os usuários deverão antes se cadastrar, fornecendo seus dados pessoais e escolhendo formas de pagamento. Para credenciar seu aplicativo, a empresa precisa apresentar vantagens para os usuários, como a oferta de corrida compartilhada, opções para diminuir a tarifa de acordo com o horário, distância e demanda, entre outras. Até o momento, três apps estão credenciados pela Semob.  

"A Prefeitura já deu o suporte legal, adaptou a legislação para que apenas taxistas pudessem aderir. Agora, desenvolvedores dos aplicativos e as associações de táxis devem fechar os devidos acordos e iniciar a operação. Caberá à Semob, entretanto, supervisionar e fiscalizar o funcionamento do serviço, para verificar se estão atuando de acordo com os critérios pré-estabelecidos", explica Fábio Mota.

Novos aplicativos ainda podem se apresentar para a operação. Os desenvolvedores interessados devem apresentar seus projetos à Semob para análise na Avenida Visconde de Itaboraí, nº 99, Amaralina. Para mais informações, basta ligar para o número (71) 3202-9203. Atendimento sempre das 8h às 17h.

O prefeito ACM Neto inaugura nesta quinta-feira (26), às 10h, uma nova via de ligação entre a Avenida Luiz Viana Filho (Paralela) e o Km 17 de Itapuã. A via, com pouco mais de 1,1 quilômetro de extensão, vai melhorar a mobilidade na região e o acesso ao bairro de Itapuã, pois antes os motoristas precisavam ir até o final da Luiz Viana e pegar a Avenida Dorival Caymmi para acessar o Km 17. A solenidade irá acontecer depois da Igreja Universal, que fica localizada na primeira entrada do Bairro da Paz pela Paralela. As intervenções também envolveram serviços de drenagem. 

 

 

Já está no ar o site Mobilidade no Carnaval, criado pela Transalvador, no endereço www.mobilidadenocarnaval.salvador.ba.gov.br. O objetivo é orientar os foliões, visitantes e soteropolitanos sobre as ações de trânsito e transporte durante a festa momesca. A página também oferece credenciamento e informações para condutores que precisem circular nas áreas restritas durante o evento, sejam moradores ou prestadores de serviço.

 

Na página inicial, o cidadão encontra os perfis de navegação para Morador, Folião e Prestador de Serviço, em que encontra informações direcionadas às suas necessidades, além do formulário Fale Conosco para tirar dúvidas. No perfil Morador, o cidadão pode consultar se seu imóvel está dentro das áreas bloqueadas com barreiras de trânsito. Para a consulta, é necessário o número do IPTU do imóvel. Para Prestador de Serviço, o credenciamento tem o custo de R$ 42,10 por veículo e está sujeito a uma avaliação prévia mediante disponibilidade.

 

Na aba Trânsito, todas as zonas de restrição, barreiras e estacionamentos zona azul estão descritos. Informações sobre transporte público também constam no site, fornecidas pela Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob). O folião encontrará tudo sobre ônibus, pontos especiais de táxi, estimativa de custo das corridas de táxi, linhas expressas especiais e pontos especiais de ônibus, linhas especiais de integração, transporte complementar e ascensores.

 

 

Apesar da massificada divulgação dos direitos de quem possui alguma dificuldade de locomoção quanto à utilização dos espaços exclusivos nos estacionamentos, seja em estabelecimentos privados ou na via pública, ainda há quem burle a lei. As cores chamativas, assim como o tamanho exagerado das letras utilizadas para demarcar as áreas reservadas, são completamente ignoradas por alguns cidadãos comuns, que insistem em ocupar as vagas reservadas para quem mais necessita de auxílio.

A Superintendência de Trânsito (Transalvador) registrou, somente no último ano, 4.249 ocorrências baseadas na legislação, com aplicação da lei em estabelecimentos privados. Essa infração é considerada, desde novembro do ano passado, gravíssima, com multa de R$ 293,47, mais o guinchamento do veículo e perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Em 2017, até o momento, foram multados 95 condutores. Os números incluem estacionamento em vagas reservadas a pessoas com deficiência, sem a devida credencial ou em locais destinados a idosos.

"É um grande desrespeito que a pessoa com deficiência sofre em Salvador. Entendo que ainda há aqueles que não conhecem a legislação, mas muitos atuam de forma errada. Existe uma determinação legal que nos garante esse direito. Além de ir contra o que a lei determina, eles têm sempre três respostas básicas na ponta da língua: 'É apenas por um minuto!', 'Volto já' e 'Não conheço nenhum adesivo'", desabafa a bibliotecária Luiza Câmara, presidente da Associação Baiana de Deficientes Físicos (Abadef).

Importância da credencial - O aposentado Ubaldo Souza, de 67 anos, já possui credencial para estacionamento em vagas de idosos. Nesta terça-feira (24), ele esteve na Transalvador acompanhado da esposa, Vera Menezes, de 64 anos, para solicitar a dela. Ambos reconhecem a importância do documento como garantia do próprio direito de ocupar vagas especiais em estacionamentos.

“Mesmo sendo idoso, não estacionava em vagas preferenciais antes de tirar a minha credencial, pois sabia que não era permitido. Então, providenciei o documento para garantir o meu direito”, destacou Souza. “Meu esposo já tem a credencial dele, mas eu preciso ter a minha também. Somos condutores diferentes e a credencial é do condutor”, lembra Vera.

A credencial é gratuita e pode ser solicitada na sede da Transalvador, no Vale dos Barris, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 17h. O documento também pode ser feito nas sedes das Prefeituras-Bairro, das 9h às 17h. É possível, via procuração, que outra pessoa retire a credencial do idoso ou pessoal com deficiência. 

Denúncia - Ao perceber a ocorrência da infração, o cidadão pode denunciar diretamente a um agente de trânsito que esteja nas proximidades do local do delito. Outras opções são o Fala Salvador, no número telefônico 156, ou o aplicativo NOA Cidadão/Transalvador, que pode ser encontrado na Play Store (para sistema Android) ou na App Store (para sistema iOS).

No aplicativo, o cidadão deve acessar o tópico “Estacionamento Irregular” e nele selecionar o tipo de infração, escolhendo o botão “Estacionamento Vagas Especiais". Em seguida é preciso informar o endereço do local onde acontece a infração, inserir um comentário a respeito e enviar uma foto do flagrante. O cidadão receberá o protocolo da denúncia, que será atendida com brevidade.

O turismo náutico é uma importante porta de entrada de visitantes em Salvador e o fluxo de cruzeiros, durante o Verão, é uma mostra disso. Somente na manhã desta terça-feira (24), mais de sete mil turistas chegaram à cidade pelo Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Salvador. Do total, 3.830 pessoas estão a bordo do navio Preziosa e 3.303 pelo Costa Fascinosa, oriundos do Rio de Janeiro e Búzios. Para atender com mais eficiência a esses visitantes, a Prefeitura estuda medidas principalmente para a área externa do terminal.

A constatação foi feita pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), em visita ao terminal para acompanhamento da chegada dos turistas. De acordo com o titular da pasta, Cláudio Tinoco, é necessário um melhor ordenamento das ofertas de tour e translados vendidos de maneira avulsa por guias e condutores, por exemplo, já que o terminal possui agência de receptivo dentro do equipamento.

Outro ponto identificado é a necessidade de intensificar a sinalização para orientar turistas que preferem circular, de forma independente, nas áreas do Mercado Modelo e Centro Histórico. “Até a terça-feira de Carnaval (28 de fevereiro), 45.887 mil turistas vão chegar em Salvador pelo Terminal Marítimo. Queremos estar preparados para atender bem a esses visitantes”, frisa.

Dentro do terminal já foi implantado um balcão de informações com um agente municipal, que distribui mapas turísticos e roteiros. Além disso, são oferecidas informações em português, inglês, espanhol e francês aos visitantes. Entre os passeios mais escolhidos pelos turistas estão o Centro Histórico, o Mercado Modelo e toda extensão de Orla, sobretudo as praias da Barra.

Até abril, 32 navios estão agendados para chegar à cidade, trazendo 82.836 mil passageiros que devem deixar em Salvador cerca de R$ 10 milhões. As embarcações previstas para o período são oriundas do Rio de Janeiro e Búzios (RJ), Recife (PE), Maceió (AL), Santos (SP) e Alter do Chão (PA). 

A Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) realiza processo seletivo simplificado para 244 profissionais, níveis médio e superior, para exercer atividades durante o Carnaval 2017. A contratação temporária será feita por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). As inscrições acontecem nesta terça e quarta-feiras (24 e 25) exclusivamente por via presencial, das 9h às 14h, na sede na sede da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), localizada na Avenida Vale dos Barris, 125, Barris.

Os contratados vão trabalhar em turnos de 12 horas, com crianças e adolescentes filhos de vendedores ambulantes. Os profissionais atuarão nos Centros de Convivência e na Abordagem Social. As funções são de Coordenador de Unidade, Supervisor de Unidade, Supervisor de Abordagem Social, Educador Social de Unidade e Educador Social da Abordagem Social.

O processo seletivo será constituído de uma única etapa que envolve análise curricular e de títulos, de caráter eliminatório e classificatório. Para se candidatar às vagas, os interessados precisam atender a alguns requisitos. Um deles é ter, no mínimo, 18 anos completos na data da contratação. Além disso, devem preencher corretamente de forma legível e assinar o Requerimento/Formulário de Inscrição.

Os candidatos devem ainda apresentar documento de identidade original e fotocópia e entregar formulário de inscrição; cópia dos documentos comprobatórios de atendimento aos pré-requisitos de escolaridade e experiência mínima exigida para a função disputada. Também são exigidos curriculum vitae e cópia dos comprovantes dos cursos, habilitações e experiências declaradas, para fins de pontuação na avaliação de títulos. O edital completo pode ser acessado na página da Semge, no endereço www.gestaopublica.salvador.ba.gov.br, seção Concursos. 

A Operação Sucata prossegue a todo vapor na retirada de veículos abandonados das vias de Salvador. Somente na manhã desta terça-feira (24), foram retiradas 18 sucatas de cinco localidades: Mata Escura, Tancredo Neves, San Martin, Barros Reis e Baixa de Quintas. A ação é promovida pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), com apoio da Superintendência de Trânsito (Transalvador) e Guarda Civil Municipal (GCM). À tarde, a ação será realizada no bairro de Praia do Flamengo.

Na quinta-feira (26), a operação vai passar por outros dez locais: Bom Juá, Itacaranha, São Cristóvão, Federação, Calafate, Arraial do Retiro, Barros Reis, Cidade Nova e Brotas. De acordo com o secretário da Semop, Marcus Vinicius Passos, os veículos abandonados são recolhidos após vistorias realizadas pelo órgão nos bairros e denúncias feitas pela população. Desde o início de 2017, já ocorreram cinco operações, com apreensão de 185 sucatas.

“A iniciativa é importante por três aspectos. Um deles é a questão da segurança, já que muitos desses materiais abrigam pessoas mal-intencionadas e que cometem crimes contra a população. O outro aspecto envolve a saúde, já que as sucatas acumulam sujeira e água e favorece o surgimento de doenças como a dengue. Finalmente, a ação contribui para a estética e mobilidade da cidade, deixando-a mais limpa e livre para a circulação dos cidadãos”, pontua o secretário.

Retirada - Os cidadãos que tiveram seus veículos apreendidos podem realizar a retirada na Setor de Guarda de Bens Apreendidos (Segub), sediado na Avenida San Martin, mediante apresentação de documento de identidade com foto e documentos do veículo. O prazo para reivindicar o bem é de até 60 dias, com pagamento de multa de R$ 805. Caso contrário, a sucata é leiloada. A população pode denunciar o abandono de veículos abandonados em vias públicas através do telefone 156 ou pelo portal Fala Salvador, disponível no endereço www.falasalvador.ba.gov.br.

 

 

O Levantamento de Índice Rápido para Aedes Aegypti (LIRAa), realizado entre os dias 2 e 7 de janeiro deste ano, apontou que Salvador apresentou uma Infestação Predial (IIP) histórica de 1,1%, menor indicador registrado desde que o estudo passou a ser realizado no município, em 2005, ou seja, há 12 anos. 

 

O resultado do levantamento é atribuído a uma série de intervenções, mobilização e conscientização junto à população feita através de campanhas e ações educativas coordenadas pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), bem como a intensificação das atividades do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) casa à casa, da abertura de imóveis abandonados e dos inúmeros mutirões de limpeza realizados em bairros prioritários, através da articulação de diferentes órgãos da Prefeitura, como a Limburp. 

 

"Atingimos um indicador histórico e estamos cada vez mais fechando o cerco ao mosquito no município. No entanto, mesmo com uma redução considerável estamos com um índice acima do ideal, por isso o alerta continua aceso, assim como nosso trabalho por toda cidade", explicou Isabel Guimarães, coordenadora de Vigilância à Saúde de Salvador. 

 

O novo estudo apontou ainda que Salvador ampliou o número de bairros com índice de infestação igual ou menor a 1,0%, indicador recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Agora são 57 localidades que não correm risco de uma epidemia das arboviroses, enquanto no LIRAa anterior, divulgado em outubro, eram 31 comunidades com índices satisfatórios na capital. O quantitativo de bairros com alto risco endêmico também reduziu em relação ao último levantamento, de 34 para duas localidades com indicador acima de 4%. 

 

Mutirões de limpeza – Com o intuito de reduzir a infestação do mosquito nos 79 bairros que apresentaram indicadores acima de 1,5%, a SMS iniciou esta semana uma grande operação conjunta de varredura. A intensificação, que seguirá até o dia 17 de fevereiro, contará com o envolvimento de mais de mil agentes de combates às endemias que inspecionarão 570 mil imóveis. "Para esta grande ação estamos articulando também a participação das Forças Armadas para auxiliar nas visitas casa a casa, entrada em imóveis fechados e a limpeza de terrenos baldios para eliminação de possíveis focos.Iremos realizar uma grande varredura em toda cidade para diminuir significativamente o índice de infestação", anunciou Isabel. A varredura segue nesta terça-feira (24) em 79 bairros, a partir das 8h. 

 

Redução de casos - Paralelamente à redução histórica da infestação do mosquito, capital baiana tem apresentado uma diminuição sistemática de casos de dengue. No ano passado, foram confirmados 1.073 casos da doença, número quatro vezes menor em comparação a 2015, quando foram registradas 4.429 ocorrências. Outro dado importante, foi a ausência de óbitos em decorrência de complicações causadas pelo tipo mais agressivo de dengue em 2016.

 

"Estamos conseguindo obter uma diminuição proporcional da infestação do mosquito e dos casos de dengue na cidade ano após ano. Isso é fruto de um trabalho bem planejado pela Prefeitura, além de uma articulação exitosa entre as ações de contingência deflagradas pelo poder público e a sensibilização da população que tem entendido seu papel no controle epidemiológico", explicou Isabel Guimarães. 

 

 

Se para algumas pessoas o Verão é sinônimo de férias e diversão, para outros é uma grande oportunidade de melhorar a qualificação profissional ou mesmo ingressar no mercado de trabalho. Com foco na capacitação dos trabalhadores de Salvador, o Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm), em parceria com a Faculdade da Cidade, vai oferecer cursos de qualificação gratuita a cada três meses. Entre os workshops já ministrados a partir desta semana - e com todas as vagas preenchidas -, estão os de Auxiliar de Logística, Técnicas de Vendas e Agente de Portaria.

O coordenador geral do Simm e do Centro do Empreendedor Municipal (CEM), Antônio Loureiro, explica que a intenção é ajudar o trabalhador a incrementar o currículo para garantir uma boa colocação no mercado de trabalho. “Vamos oferecer essa capacitação de três em três meses, durante todo o ano. Acreditamos que o nosso papel não se limita apenas em ofertar as vagas, mas também prepará-los para as empresas. É uma iniciativa que está sendo feita com muita responsabilidade, observando as mais frequentes necessidades dos trabalhadores”, avalia.

Na grade dos cursos estão previstos conteúdos de logística integrada, compras, armazenagem e estoque, distribuição de redes e modais e transporte. Também são abordados temas como logística reversa, colaboração e terceirização, atendimento ao público e desenvolvimento das atividades. As aulas são realizadas no prédio da Faculdade da Cidade, no Comércio, com carga horária de oito horas e direito a certificado.

A parceria entre a Faculdade da Cidade e o Simm vai render cursos na área de exatas, logo após o Carnaval. “Ainda não temos uma data definida, mas adianto que o curso atenderá um público que quer aprender sobre educação financeira, estatística para concurso e matemática/raciocínio lógico”, revela Loureiro. Para participar dos workshops, o candidato precisa ir ao Simm, na Rua Miguel Calmon, 382, Comércio, das 8h às 17h, e efetuar a inscrição no período indicado ao curso.

Oficinas – Para auxiliar ainda mais os profissionais, o Simm oferece também oficinas com carga horária menor. Palestras de como fazer um bom currículo, comportamento em entrevistas de emprego e marketing pessoal são alguns dos temas. As inscrições também devem ser feitas no Simm e mais informações podem ser obtidas nos telefones (71) 3202-2016 ou 0800 285 3111.

 

Próximas oficinas

- Currículo campeão

Dia: 6/2 (segunda-feira)

Horário: 8h30 às 9h30

- Atitudes de sucesso

Dia: 20/2 (segunda-feira)

Horário: 8h30 às 9h30

- Marketing Pessoal: você é sua melhor marca

Dia: 6/3 (segunda-feira)

Horário: 8h30 às 9h30

- Como ter sucesso em uma entrevista de emprego

Dia: 20/3 (segunda-feira)

Horário: 8h30 às 9h30

- Linguagem corporal no processo seletivo

Dia: 3/4 (segunda-feira)

Horário: 8h30 às 9h30

- Desenvolvimento profissional

Dia: 17/4 (segunda-feira)

Horário: 8h30 às 9h30

O SalvadorCard Móvel permanece no Terminal Acesso Norte até o próximo sábado (28) prestando orientações ao público sobre as mudanças de linhas implantadas pela Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) (ver detalhes abaixo). Como parte da operação, os orientadores entregam gratuitamente – mediante a carga mínima de duas tarifas – o cartão Bilhete Avulso. A venda de créditos para o Bilhete Avulso e meia passagem estudantil também está disponível no posto itinerante, que funciona das 5h30 às 17h30, de segunda a sexta-feira, e no sábado, das 7h às 15h.

No último sábado (21), as 23 linhas de ônibus que paravam no ponto situado antes da ladeira do Cabula, na entrada do Terminal Acesso Norte, passaram a parar dentro da Estação Acesso Norte. As mudanças ocorrem devido à necessidade de dar mais segurança e facilitar o acesso dos usuários ao transporte público. Confira abaixo as mudanças: 

Sentido Av. Silveira Martins/Est. da Mata Escura e Av. Tancredo Neves
 

Cód

Linha

Plataforma/Ponto

0919

V. dos Rios/Stiep-Acesso Norte

Plataforma A - ponto 1

1219

Mata Escura-Lapa

1228

Jd. Sto. Inácio-Barroquinha

 
Sentido Rua Tomás Gonzaga
 

Cód

Linha

Plataforma/Ponto

1113

Pernambués-Lapa

Plataforma A- ponto 02

1113-01

Pernambués-Lapa

1113-03

Pernambués-Lapa

1109

Pernambués-Barroquinha

1103

Alto do Cruzeiro/Pernambués-Circ.

 
 
Sentido Av. Silveira Martins/Av. Edgard Santos
 

Cód

Linha

Plataforma/Ponto

1116

Saboeiro-Lapa

Plataforma A –

ponto 3

1136

Narandiba-HGE

1126

Narandiba/Doron R2

1132

Cabula 6-Sieiro R2

 
 
 
Sentido Av. Silveira Martins
 

Cód

Linha

Plataforma/Ponto

1108

N. S. do Resgate-Acesso Norte

Plataforma B- ponto 4

1118

São Gonçalo-Barroquinha

1213

Conj. ACM- Barroquinha

1214

Engomadeira- Barroquinha

 
Sentido Av. Silveira Martins/Est. das Barreiras/Tancredo Neves
 

Cód

Linha

Plataforma/Ponto

1202

Tancredo Neves- Barroquinha

Plataforma B - ponto 5

1206

Tancredo Neves-Lapa

 

1208

Tancredo Neves-São Joaquim

 

 
Sentido Est. das Barreiras/Est. Sussuarana e Arenoso
 

Cód

Linha

Plataforma/Ponto

1221

Sussuarana- Barroquinha

Plataforma B - ponto 6

1242

Arenoso-Lapa/C. Grande

1227

Novo Horizonte-Barroquinha

1227-01

 N.Sussuarana-Barroquinha

 

 

 

Prefeitura reforça equipes de limpeza e de ordenamento em faixa litorânea da capital baiana e nas ilhas

 

No verão, as praias de Salvador tornam-se destino certo para centenas de pessoas. Consequentemente, é nesse período que a Orla mais sofre com a sujeira, poluição, o comércio ilegal e os sons excessivos dos famosos "paredões", o que demanda mais atenção dos órgãos municipais, que atuam de forma conjunta.

 

Desde o dia 21 de dezembro,  a Empresa de Limpeza Urbana do Salvador (Limpurb) já retirou 1,2 mil toneladas de lixo das praias da capital baiana. No verão passado, foram coletadas 2,9 mil toneladas de resíduos sólidos. As praias onde costumam ser retiradas mais sujeiras, segundo o órgão, são o Porto e o Farol da Barra, Piatã, Itapuã, Ribeira, Boa Viagem, Canta Galo, São Tomé e Tubarão. Ao todo, 135 agentes trabalham no gerenciamento do serviço de limpeza de praias, que se estendem por, aproximadamente, 25 quilômetros de extensão, o que inclui as ilhas de Salvador.

 

A limpeza é feita diariamente. Na estação mais quente do ano, é feita também à noite e reforçada nos finais de semana, devido ao aumento considerável de visitantes. Nas praias da Ribeira, Barra, Pituba até Stella Mares limpadoras mecânicas, mini-tratores agrícolas e carretas-reboque também são utilizadas para a coleta dos resíduos sólidos.

 

O presidente da Limpurb, Kaio Moraes, recomenda aos frequentadores que, se estiverem levando o alimento de casa, também se preocupem com o descarte correto dos resíduos. “O ideal é levar uma sacola plástica para armazenar os resíduos e, em seguida, descartá-los em casa ou na saída, em uma das lixeiras disponíveis na Orla. Já o visitante que consome na praia deve fazer o descarte no local onde comprou o produto”. Ele lembra ainda que a sujeira pode ser levada pela maré e poluir o mar, além de permanecer na areia e oferecer riscos aos próprios frequentadores.

 

Ordenamento - Para manter o ordenamento nas praias, a Secretaria Municipal de Ordenamento Público (Semop) realiza uma fiscalização conjunta, por meio do Plano de Ação Integrada (PAI), que conta com o apoio da Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador), Guarda Civil Municipal (GCM), Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e Polícia Militar.

 

Ao todo, 15 profissionais atuam, de quinta a segunda-feira, em toda a Orla, com foco nas praias de Tubarão, Ribeira, Itapuã, Piatã e Barra. As irregularidades mais frequentes, segundo Glauco Batos, coordenador de licenciamento e fiscalização da Semop, são o comércio de bebidas armazenadas em garrafas de vidro, a utilização de equipamento fora do padrão estabelecido pela Prefeitura e a permanência de estruturas na praia à noite.

 

“As operações são eficientes porque ocorrem em conjunto e solucionam todos os problemas da Orla ao mesmo tempo”, avalia Bastos. Graças às ações do PAI, implantado como projeto piloto na Ribeira, em 2013, o "paredão" que ocorria todos os finais de semana, no final de linha do bairro, foi extinto, satisfazendo a um desejo antigo dos moradores. “No momento em que acabamos com o paredão, reduzimos também a violência, já que ele atraia o consumo exagerado de bebidas alcoólicas e o tráfico de drogas”, relata.

  

A quantidade de equipamentos e alimentos apreendidos pelo PAI também tem aumentado anualmente. Em 2014, segundo ano de operação, a Semop apreendeu 6.819 equipamentos e 217 alimentos. Em 2015, o número de equipamentos apreendidos subiu para 8.612 e o de alimentos, para 801. Até agosto do ano passado, houve 10.351 apreensões. Foram 9.784 apreensões de equipamento e 567 de alimentos.

 

Dentre os alimentos apreendidos esse ano, 490 estavam estragados ou foram estocados de maneira inadequada. A ação obedece ao Decreto Nº 24.422, que prevê, dentre outras medidas, a proibição de preparo de alimentos na faixa de areia.

 

Para garantir mais segurança e conforto ao folião durante o Carnaval, a Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) prossegue com os serviços de limpeza da rede de drenagem dos circuitos da folia. Iniciada semana passada, no Centro, a ação preventiva acontece também esta semana no Circuito Dodô (Barra-Ondina). Os agentes atuam por toda a extensão da Avenida Oceânica.

 

Cerca de 220 caixas de passagem serão limpas, ampliadas ou substituídas nesse trajeto. Placas de aço farão a proteção dos gradis, por conta do grande tráfego de pessoas e de veículos pesados neste período de festa. Dessa forma, é possível evitar acidentes e manter a estrutura sob manutenção em perfeitas condições. Os trabalhos nestes locais prosseguem durante e após os festejos de Momo.

 

Circuito Osmar - Na sexta-feira (20), a Seman iniciou os trabalhos para o Carnaval no tradicional Circuito Osmar (Centro). O serviço é realizado em toda a Avenida Sete de Setembro, desde a Ladeira da Barra até a Praça Castro Alves, incluindo a Rua Carlos Gomes.

 

A meta é limpar, substituir ou ampliar a capacidade de, aproximadamente, 430 caixas de passagem e tubulações. Além de preparar a cidade para a folia, a limpeza da rede de drenagem também é uma prévia da Operação Chuva, que visa minimizar os efeitos do período chuvoso previsto para começar em março. 

Uma das principais formas de se proteger – e também evitar contaminar outras pessoas – de doenças que são potencialmente graves como a meningite, tétano e febre amarela é estar em dia com o calendário vacinal. O cuidado é redobrado principalmente com as crianças, pois elas necessitam fortalecer o sistema imunológico para estas enfermidades que, a depender dos casos, pode até matar. A imunização na capital baiana pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h, em uma das 126 salas de vacinação distribuídas nos postos de saúde.

 

A concentração maior de vacinas acontece em crianças até um ano de idade. “Exatamente até os 15 meses e depois com quatro anos, quando recebem o reforço”, pontua a sanitarista da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal da Saúde (Visa/SMS), Ana Paula Pitanga. Conforme ela, neste primeiro momento de vida é fundamental que os pais e responsáveis mantenham a caderneta de vacinação em dia.

 

Assim como as crianças, outros grupos também devem ficar atentos à vacinação e são considerados prioritários para imunização. Um deles é o de pessoas que vão viajar para locais onde há casos endêmicos de doenças. Outro grupo é formado por trabalhadores envolvidos com alguma situação de risco de contaminação, como profissionais de saúde. Para cada caso, entretanto, há um tipo de vacina específico a ser tomado e os cidadãos precisam respeitar o tempo para que a imunização faça efeito, ou seja, que o organismo produza o reagente contra a doença.

 

Em situações como os casos recentes da febre amarela, por exemplo, Ana Paula aponta para o fato de que as pessoas não precisam correr aos postos para tomar a vacina. Somente nos últimos dias, os postos de saúde registraram aumento de 40% na procura pela imunização.

 

“Temos a vacina nas nossas unidades. A prioridade de imunização é para crianças de nove meses a quatro anos e para quem pretende viajar para alguma região ou país com risco da doença”, diz. A sanitarista alerta ainda que a vacina deve ser tomada pelo menos dez dias antes da viagem. 

 

 

 

Produtores do bloco Alerta Geral foram notificados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) para retirar a publicidade irregular colocada em muros da Rua Chile, no Centro de Salvador, que estavam sujando a cidade. Após a notificação, emitida ontem (20), o local amanheceu limpo neste sábado (21), pois os responsáveis removeram o material sob pena de não ter o licenciamento do desfile do bloco autorizado para o Carnaval. 

 

A medida faz parte do trabalho de intensificação do combate à publicidade irregular em Salvador realizado pela Sedur. Neste ano, o órgão passou a adotar medidas mais severas para evitar que as empresas coloquem propaganda e anúncios sem autorização da Prefeitura e em locais proibidos por lei, sujando a cidade, como o cancelamento de eventos ou suspensão do alvará de licenciamento.

 

No último dia 12 de janeiro, a Secretaria notificou a primeira produtora de eventos para retirar publicidade irregular colocada em viadutos do bairro de Cajazeiras e da Avenida Dorival Caymmi. Os responsáveis pelos anúncios limparam os muros que ficaram sujos com a colagem dos cartazes.

 

A ação está respaldada no Decreto n.º 12.642/2000, que dispõe sobre a proibição da utilização de qualquer tipo de faixa (propaganda ou mensagens) e a exibição de peças publicitárias sem a devida licença da Sedur, além da proibição de colocação de anúncio em locais públicos, como viadutos, postes e árvores, dentre outros. Para solicitar a licença de publicidade para eventos, é necessário que os interessados retirem a autorização na sede da Sedur, localizada na Avenida Antonio Carlos Magalhães, no Edifício Empresarial Thomé de Souza, no 18º andar.

 

 


Com o objetivo de fortalecer vínculos com a população em situação de vulnerabilidade e risco social e ofertar os serviços socioassistenciais disponibilizados pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), os técnicos realizaram abordagem social, na tarde de hoje (21), à população em situação de rua, na comunidade do Pela Porco, no bairro das Sete Portas. 


Durante a ação, também foram oferecidos serviços gratuitos de corte de cabelo, maquiagem, atendimentos psicológicos e médicos, alimentação e lavagem de roupas.  Juliana Portela, diretora de proteção social especial, acredita que os resultados alcançadas são muitos importantes. “Nós conseguimos construir vínculos importantes, referenciamos as famílias para os serviços socioassistenciais e, com o trabalho contínuo dos educadores sociais, levamos essas pessoas para centros de recuperação. Não é um trabalho fácil, a gente precisa ajudar essas pessoas a recuperar a autoestima, passar pelo tratamento, para que assim possam reconstruir seus projetos de vida.” 

 

Desde o último dia 7, quando as atividades foram intensificadas no local, a equipe realizou 56 abordagens e 24 cadastros, três encaminhamentos para unidades de acolhimento, três direcionamentos para centros de recuperação, além de seis encaminhamentos para o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) e outros cinco para o Centro de Referência da Assistência Social (Cras).

 

 


Ação da Secretaria de Ordem Pública tem início neste final de semana no Rio Vermelho

                                            

Até o Carnaval, a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), em parceria com a Superintendência de Transito de Salvador (Transalvador), Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar, intensifica as ações de ordenamento do comércio informal na orla de Salvador. O objetivo da iniciativa não é apreender mercadorias comercializadas de forma irregular, mas evitar que ambulantes ocupem os espaços públicos desordenadamente. Esse novo modelo de ação começou neste final de semana na região do Rio Vermelho, principalmente à noite.

 

A Semop irá atuar sempre de quinta-feira a domingo em locais com maior incidência de má ocupação do espaço público, como é o caso do Rio Vermelho. De acordo com o secretário de Ordem Pública, Marcus Passos, com a chegada do Verão e a proximidade dos festejos populares, há um aumento no fluxo de pessoas em locais com atrativos culturais, o que torna imprescindível a intensificação das operações de ordenamento na cidade.

 

“Especificamente no Rio Vermelho, os agentes atuarão de forma preventiva e pacífica, a fim de evitar a comercialização irregular e inadequada de produtos que possam ameaçar a saúde e a segurança de baianos e turistas, como os alimentos vendidos em espetos, bebidas em garrafas de vidro e objetos perfurocortantes”, afirma Passos, destacando que as ações serão no sentido de prevenir essa ocupação irregular do espaço público.

 

Além de garantir o ordenamento do comércio informal e o cumprimento às normas estabelecidas por decreto municipal, a iniciativa da Semop visa contribuir na redução da criminalidade, no combate à poluição sonora e no aumento da segurança da população com a presença da Guarda Municipal nos espaços públicos.

 

 

A Prefeitura está em fase de finalização de dois projetos que envolvem dois cartões-postais de Salvador. Uma é a requalificação da Praça Cairu e a segunda é o restauro completo do Mercado Modelo, ambos localizados na região do Comércio. A elaboração de ambos está a cargo da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e as obras serão realizadas com recursos federais.

No caso da Praça Cairu, o secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas, Almir Melo, afirma que estão sendo feitos os ajustes finais do projeto a ser encaminhado à Caixa Econômica Federal. As obras serão executadas com recursos do Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). Todas as orientações indicadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) estão contempladas no estudo.

Já o projeto de restauro do Mercado Modelo deve ser finalizado até março de 2017 pela FMLF, com recursos a serem captados do Ministério do Turismo. A ação consiste na recuperação total da estrutura da fachada e da parte interna do equipamento. A requalificação envolve ainda a correção de infiltrações e da parte elétrica, prevenção de incêndios, distribuição e padronização dos boxes, sanitários e da área de alimentação, além de reforma completa do telhado, facilitação dos acessos e planejamento de acessibilidade. Assim, o mercado estará em plenas condições de trabalho para os 263 permissionários que atuam no local e vai atrair ainda mais turistas e soteropolitanos.

Antes mesmo da reforma completa, o Mercado Modelo ganhou melhorias como iluminação interna em LED, reforma dos banheiros, recuperação de todo o telhado que estava com bastante goteira, e recuperação da varanda com devolução do piso original em madeira. O local também conta com a presença ostensiva de agentes do Grupo de Apoio ao Turista, da Guarda Civil Municipal, além de manutenção da limpeza. O equipamento passou a ser gerido pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) em março de 2016.

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), realiza ação preventiva em toda a rede de drenagem pluvial do Circuito Osmar (Centro). A iniciativa contempla toda a Avenida Sete de Setembro, desde a Ladeira da Barra até a Praça Castro Alves, e inclui também a Rua Carlos Gomes. Aproximadamente 430 caixas de passagem e tubulações serão limpas, substituídas e/ou terão o tamanho ampliado.

Além de preparar a cidade para a folia, a limpeza da rede de drenagem também é uma prévia da Operação Chuva, que visa minimizar os efeitos do período chuvoso previsto para começar em março. Estão envolvidos na ação cerca de 45 profissionais e oito caminhões-jato para sucção e drenagem do material.