Quarta-Feira , 22 Fevereiro 2017

A Prefeitura de Salvador decretou ponto facultativo nas repartições públicas municipais nesta sexta-feira (30). Apenas os serviços considerados essenciais como saúde, limpeza, ordenamento do trânsito e transporte, defesa civil e combate à poluição sonora, além dos disponibilizados para a realização do Réveillon Salvador 2016, dentre outros, não sofrerão interrupções. O Decreto 28.228 foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta-feira (29).

 

Uma faca de cozinha foi apreendida na noite desta quarta-feira (28) por fiscais da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop). O objeto foi encontrado nas proximidades do palco do Réveillon Salvador 2017, no Comércio. De acordo com o órgão, a arma estava à mostra em um carrinho de ambulante no perímetro da festa. Os fiscais confiscaram ainda 22 espetinhos utilizados para venda de churrasco e queijo coalho.

Além da Semop, a Secretaria de Urbanismo (Sucom) e a Guarda Civil Municipal realizam rondas por todo o circuito da festa para coibir irregularidades. Vale lembrar que, no entorno da festa, é proibida a venda de alimentos em espetos, bebidas em garrafas de vidro e posse de objetos perfurocortantes que possam ser utilizados como armas.
 
Apreensões - Até a meia-noite desta quarta-feira, a operação conjunta já apreendeu cerca de mil unidades de bebidas, entre latas de cerveja, refrigerante e água mineral de outras marcas que não a da cervejaria patrocinadora do evento.

A Sucom confiscou sete engenhos publicitários não autorizados, realizou mais de 30 orientações sobre procedimentos de segurança em atividade comercial, como a disposição dos botijões de gás, cinco notificações de orientação relativas à venda de bebidas em garrafas de vidro e uma orientação referente a falhas na estrutura de camarote.

Os técnicos do órgão realizam a todo instante o monitoramento dos níveis de decibéis emitidos pelas atrações no palco, nas rondas de combate à poluição sonora e vistorias em casarões localizados nas imediações.
 
Para reforçar a segurança na festa, a Guarda Municipal conta com mais de 450 agentes atuando nos cinco dias de festa na Praça Cairu. Todos os foliões que acessam a área são devidamente revistados para evitar ações violentas no circuito. A festa conta com o reforço de mais de mil homens das polícias Civil e Militar atuando em cinco pontos de revista ao longo do circuito.

Além dos trabalhos de fiscalização, proteção ao patrimônio público e orientação aos foliões, os agentes da Guarda realizaram ampla distribuição de panfletos com dicas de segurança e pulseiras para identificação de crianças.
 
Em 2015, foram realizados 269 atendimentos os cinco dias de evento relativos a prestação de socorro, salvamento, desacato, disparo com arma de fogo, agressão física ou verbal, pichação, porte ilegal de arma de fogo, roubo, furto e ameaça.

 

Cantora elogia estrutura montada pela Prefeitura para o Réveillon

Após levar fãs à loucura no palco da Arena Daniela Mercury, Anitta elogiou a estrutura do Revéillon Salvador 2017 durante coletiva de imprensa: “Eu já cantei aqui e amei. É muito incrível o que a Prefeitura de Salvador consegue fazer nessa época, porque reúne muito artista grande, é um evento muito animado, com muita gente junta”.

A cantora disse se sentir em casa na Bahia e prometeu cantar no Carnaval de Salvador, mas não revelou a agenda. “A galera me recebe muito bem aqui. Não falo isso em todo lugar que vou não. Eu me sinto um pouco daqui, acho que o baiano se parece com o carioca em muitas coisas: o jeito de ser, de se divertir, o calor do baiano é muito parecido com o do carioca”, elogiou.

A funkeira ainda fará uma apresentação em Santo Estevão, na próxima sexta-feira (30), antes de retornar para o Rio de Janeiro, onde se apresentará no dia 31. Durante a coletiva, Anitta também falou sobre a participação especial na gravação do primeiro DVD de Solange Almeida em carreira solo. “Eu amei o convite, adoro Sol, adoro Aviões. Sei que agora ela não estará mais no Aviões, mas independente disso, a essência da banda continua”, completou.

Alegria, diversão e axé music da melhor qualidade. Assim começou a festa na primeira noite do maior Réveillon do Brasil, ao som da banda Alavontê. A banda fez um passeio pela história do axé music, numa homenagem a diferentes épocas do gênero. O Alavontê, um dos grupos de maior sucesso na atualidade, já é parceiro da Prefeitura em diversos projetos, a exemplo do Furdunço, da Volta no Dique, entre outros, mas se apresentou no Réveillon de Salvador pela primeira vez. “É sempre uma grande honra e alegria tocar nesses eventos gratuitos promovidos pela Prefeitura. É muito bom ver a alegria do público” afirmou Jonga Cunha. 

O grupo, que não tem uma formação fixa, sempre sobe ao palco com grandes nomes da música baiana. Os responsáveis pela folia nesta noite foram Ricardo Chaves, Magary Lord, Jonga Cunha e Ramon Cruz. Em conversa com a imprensa, os artistas, que também fazem uma grande festa de réveillon no meio do ano, o "Alaveillon", falaram da responsabilidade de se apresentar na festa.

“O Alaveillon é uma curtição, é uma grande sacanagem onde todo mundo brinda, beija, e comemora o 'feliz do meio do ano'. Aqui é o Réveillon de verdade, então a responsabilidade é muito maior. A única dificuldade foi nos adequarmos ao horário pra ter que obedecer o tempo e encerrar o show quando o público e a banda estavam no auge da emoção”, disse Ricardo Chaves. “Eu estava de olhos fechados na maior vibração quando o Ricardo nos avisou que nosso tempo estava acabando", lamentou Magary Lord. 

Os artistas falaram da expectativa para o Furdunço, movimento criado há três anos, e relembraram colegas que não estiveram no palco nesta noite, como Durval Lélys e Manno Góes. “O Alavontê tem a cara do grupo e não de pessoas específicas. O Manno, por exemplo, é um grande artista, sócio do Alavontê, fundador do movimento, e para sempre será parte da gente, mas por conta de agenda, está afastado temporariamente. Sentimos muita falta de tocar com ele” disse Jonga Cunha, descartando qualquer possibilidade de brigas ou desentendimentos entre os integrantes do grupo.

 

A quatro dias de tomar posse como prefeito reeleito, ACM Neto comandou na tarde desta quarta-feira (28) a primeira reunião com os novos secretários. Durante o evento, realizado em um salão do Sheraton da Bahia Hotel, o prefeito apresentou um vídeo com as principais realizações de seu governo e reafirmou o compromisso de continuar trabalhando muito para manter o mesmo ritmo de obras dos quatro primeiros anos de gestão. No encontro, ACM Neto cobrou também empenho de todos os secretários e dirigentes. "A equipe que montamos é muito competente e qualificada. Juntos, vamos continuar mudando o perfil de Salvador, retribuindo a confiança que nos foi depositada nas últimas eleições", afirmou.

Antes de começar a reunião, ACM Neto almoçou com os secretários. No encontro, todos os participantes falaram sobre seus planos iniciais e agradeceram o convite do prefeito ACM Neto para assumir as secretarias. Neto disse ainda que as reuniões com os secretários serão frequentes. Depois do encontro, o prefeito voltou a falar do Réveillon de Salvador, que começa nesta noite. "Montamos uma grade muito especial, que contempla todos os ritmos e gostos musicais. Os baianos e turistas que forem à Praça Cairu de hoje até o próximo domingo serão muito bem-vindos e vão se divertir muito", acrescentou.

 

Todos os caminhos levam à Praça Cairu, nesta quarta-feira (28). A expressão, que na antiguidade dimensionava a importância de Roma como centro do mundo, hoje é a mais adequada para direcionar o cidadão que vai curtir os festejos que antecipam a chegada de 2017 na capital baiana. Pensando nisso, a Prefeitura, por meio da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) e da Secretaria de Mobilidade (Semob), preparou um esquema especial de trânsito e transporte, adequando linhas de ônibus e facilitando o acesso para automóveis, táxis e aos ascensores da cidade. Dessa forma, baianos e turistas podem aproveitar o melhor dos festejos com conforto e segurança.

A Transalvador abriu 1.692 vagas de estacionamentos em dez pontos da cidade por conta do Réveillon. Dessas, 1.262 são em Zona Azul, custando R$ 20, e estão localizadas no entorno da festa, na região do Terminal da França, local ideal para quem quer acessar a praça vindo de outros locais da Cidade Baixa. A Avenida Contorno, nas proximidades do Museu de Arte Moderna (MAM), é uma boa opção de estacionamento para quem vai ao Comércio através da parte alta da cidade. Neste último caso, os condutores terão permissão de estacionar nos dois lados da rua.

Outras 430 vagas foram disponibilizadas na Barra. Destas,190 são em Zona Azul e estão distribuídas entre a Avenida Almirante Marques de Leão, suas transversais e a Rua Sabino Silva, em ambos os sentidos. Além disso, nos dois lados da Rua Marquês de Caravelas foram reservadas 240 vagas de uso gratuito.

As demais áreas destinadas para carros particulares estão localizadas nos seguintes pontos: estacionamento fechado da Praça Castro Alves; Avenida Sete de Setembro até a Praça Castro Alves, em ambos os lados; Rua Carlos Gomes, em ambos os lados; o lado direito da Rua Chile até a Rua do Tira Chapéu; Ladeira da Praça; e Ladeira do Gabriel, no Largo Dois de Julho.

Segundo o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Müller, ao contrário do que ocorre no Carnaval, o Réveillon no Comércio não contará com credenciais de acesso feitas pela Transalvador. Além disso, o gestor reitera que as barreiras de fiscalização serão posicionadas em locais onde já não é permitido o acesso de nenhum veículo, exceto aqueles a serviço da Prefeitura, devidamente plotados.  

Ônibus - Para quem vai à festa utilizando o transporte público a melhor opção é utilizar as 208 linhas de ônibus que compõem uma frota de 1.200 veículos e abrangem os principais pontos da cidade. Para melhor servir à população, a Semob vai prolongar o horário de atendimento dessas linhas, além de disponibilizar 90 veículos extras da frota reguladora, com itinerários distribuídos pelas três áreas da cidade - Orla, Centro e Subúrbio -, de acordo com a demanda.

Segundo a Semob, nos dias 28, 29 e 30 haverá 56 linhas rodando com horário prolongado até 4h30 da manhã do dia seguinte. Neste mesmo período, 18 veículos extras serão disponibilizados diariamente, entre 0h e 6h. Já no dia 31, mais 52 linhas terão atendimento prolongado até às 5h. Haverá ainda 36 veículos extras à disposição da população, das 0h às 7h.

Durante os dias de celebração, o Elevador Lacerda vai funcionar de forma ininterrupta do dia 28 até às 23h30 do dia 31, voltando a operar à 0h30 do dia 1° de janeiro. Nesse período, a tarifa será gratuita, com funcionamento das 18h às 6h do dia seguinte. Já os planos inclinados Pilar e Gonçalves - ambos de acesso gratuito -, funcionam até sexta-feira das 7h às 19h, e no sábado das 7h às 13h. No domingo não haverá operação.

Transporte complementar - Ainda de acordo com a Semob, três pontos de táxis serão instalados no entorno da festa: na Praça Municipal, ao lado do Elevador Lacerda; na Avenida Lafayette Coutinho (Contorno), próximo ao posto de gasolina; e na Avenida Estados Unidos (Comércio), próximo à agência dos Correios. O funcionamento desses postos será das 18h às 4h.

Outra opção para não perder a folia, é optar pelos micro-ônibus do Sistema de Transporte Especial Complementar (Stec). O serviço vai contar com frota extra de 60 veículos em direção ao Comércio, com funcionamento das 18h às 5h, exceto no dia 31, quando funciona das 18h às 7h. No dia 31 também haverá frota de 40 veículos do Stec para a Base Naval, das 18h às 7h.

Durante todo o período da festa, 140 agentes da fiscalização de transporte estarão nas ruas. Além disso, a Semob vai realizar o monitoramento em tempo real de todas as linhas por meio do Centro de Controle Operacional (CCO).

 



As Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) municipais realizaram, desde 2013, 1,1 milhão de atendimentos. Isso inclui as unidades Adroaldo Albergaria (Periperi), Valéria, San Martin, Barris, Hélio Machado (Itapuã), São Cristóvão, Brotas, Paripe e Pirajá, que realizam desde exames a cirurgias. Oito dessas unidades foram construídas e inauguradas nessa gestão, num esforço da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para ampliar a oferta da rede de urgência e emergência na cidade. Apenas a de Periperi iniciou seu funcionamento em 2012, mesmo de forma precária, passando a operar com a equipe de profissionais consistidas somente em 2013.

A UPA dos Barris é a unidade com maior média de atendimentos por mês, com 8,3 mil. Na sequência, vem a de San Martin (7,7 mil); Hélio Machado, em Itapuã (7,3 mil); São Cristóvão (6 mil); Adroaldo Albergaria, em Periperi (5,4 mil); Brotas (5,1 mil); Paripe (5 mil); Valéria (4,7 mil); e Pirajá (3,9 mil). Todas as unidades possuem leitos de UTI, e entre os serviços prestados estão cirurgias, raio x, eletrocardiograma, exames laboratoriais, clínica médica e pediatria, além de ortopedia e odontologia. Ao todo, incluindo os Pronto-Atendimentos (PAs), a rede de urgência e emergência do município tem capacidade para realizar 75,3 mil atendimentos mensais. Em 2013, toda a rede contava com 126 leitos, passando para 292 neste ano.

Atenção primária – Os dados também são positivos na atenção primária à saúde, o que inclui as unidades básicas e as de Saúde da Família. A cobertura da Atenção Básica na cidade era de apenas 18,6% em 2012, passando para 25,6% no ano seguinte, com salto para 45,2% em 2016. A cobertura de Saúde da Família, que era de apenas 13,3% em 2012, passou para 22,8% em 2013 e para 30,9% neste ano. O número de equipes de Saúde da Família, que era de 104 em 2012, passou para 243 em 2016.

Isso só foi possível graças às novas unidades, requalificação e ampliação da rede, além da recomposição do quadro de profissionais, com a convocação de 3,6 mil aprovados no concurso de 2011. No período 2013-2016, foram reformadas e/ou ampliadas 143 unidades, incluindo as sedes dos distritos sanitários, bases do Samu, Central Municipal de Regulação, Vigilância Sanitária, Centro de Controle de Zoonoses e Centro de Formação dos Trabalhadores. Dessas 143 unidades, 30 foram construídas do zero.

 

 

Guarda Municipal e polícias Civil e Militar atuarão em esquema de plantão nos cinco dias de festa

O público que estará presente no Réveillon Salvador 2017 na Praça Cairu, no Comércio, contará com um esquema especial de segurança montado para garantir mais tranquilidade e conforto a baianos e turistas que vão curtir as atrações da maior programação de virada de ano do país. As ações serão realizadas em parceria entre a Guarda Civil Municipal e polícias Civil e Militar, em um efetivo estimado de 1,5 mil agentes no total, que atuarão em diversas áreas.

Assim como nas edições anteriores, serão aplicadas revistas para acesso do público. Este ano, serão cinco pórticos instalados em locais estratégicos da região do Comércio. Nos pórticos, o público passará por uma revista com detectores de metais para coibir a entrada de armas de fogo, materiais perfurocortantes e que possam servir como arma branca, a exemplo de guarda-chuvas, pau de selfie, garrafas de vidro e demais objetos que possam oferecer risco aos cidadãos. As revistas serão realizadas por policiais militares e guardas municipais.

Além da atuação nos pórticos, cerca de 450 guardas estarão espalhados pela região do Comércio promovendo proteção do patrimônio público e apoio às ações de fiscalização promovidas por órgãos municipais. Uma das novidades é a utilização de seis elevados de observação distribuídos em pontos estratégicos da festa, para melhor visualização e agilidade na solução de situações de conflito. “A Guarda Civil Municipal também estará realizando ações preventivas, com distribuição de pulseiras de identificação para crianças e materiais informativos com dicas de segurança e orientação para as pessoas que vão participar da festa”, informou o diretor de Segurança Urbana e Prevenção a Violência da Prefeitura, Maurício Rosa Lima.

Polícias - A Polícia Civil disponibilizará 52 delegados, 43 escrivães e 180 investigadores para atuarem nos quatro dias de festa, em todo o estado. Quem for conferir a virada na Praça Cairu contará com os serviços da delegacia especial de área, instalada em frente a Igreja da Conceição da Praia. As 1ª e 3ª Delegacias Territoriais - Barris e Bonfim, respectivamente - e a Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) também reforçarão os seus efetivos.

Já a Polícia Militar contará com um efetivo de 5 mil profissionais espalhados por toda a cidade. Só em Salvador, serão quase 2,5 mil PMs a mais de plantão. A Polícia Militar ainda vai contar com o Centro de Comando e Controle Regional (CICC-R), instalado no Centro de Operações e Inteligência e com funcionamento diário, recebendo também imagens das principais câmeras espalhadas nos bairros que terão comemorações e queima de fogos. A atuação da unidade agiliza o acionamento de viaturas e de outros serviços, caso haja necessidade.

Além das câmeras fixas, o monitoramento também terá à disposição as imagens enviadas do Centro de Comando e Controle Móvel – veículo que possui câmeras acopladas. O caminhão ficará estacionado próximo do Elevador Lacerda. “Empregaremos toda a expertise das forças estaduais em promover segurança pública nos grandes eventos, com o suporte do Centro de Operações e Inteligência”, pontuou o secretário estadual de Segurança Pública, Maurício Barbosa.

 

Os artistas que irão se apresentar nessa quarta-feira (28), primeiro dia do Réveillon Salvador 2017, agendaram coletivas para às 17h30 (Alavontê), 19h (Anitta), 20h15 (Claudia Leitte), 23h (Bell), 1h (Simone e Simaria) e 3h (É O Tchan). Vale ressaltar que os fotógrafos e cinegrafistas devem alinhar com a Agecom a possibilidade de subir no palco para registro, que seguirá as recomendações feitas pela produção de cada banda.

 

Imposto não terá aumento nem correção para 2017 e quem pagar a cota única tem 10% de desconto

Em 2017, o número de isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Salvador será ampliado de 238 mil para 252 mil contribuintes. Isso porque o valor venal dos imóveis, seguindo o reajuste da inflação, subirá de R$88 mil para R$93,5 mil. Além disso, a Prefeitura não vai reajustar nem corrigir pela inflação o valor do imposto. Isso porque, pela lei, a concessão do desconto de 10% para quem fez o recadastramento em 2013 não poderá ser prorrogada. Se houvesse reajuste ou correção, a população seria penalizada. Mas quem pagar a cota única continua tendo direito a 10% de desconto. 

De acordo com o secretário municipal da Fazenda, Paulo Souto, a medida da administração municipal de não reajustar o IPTU para o próximo ano foi tomada devido à forte crise econômica que aflige o Brasil neste ano de 2016. “Se considerarmos o fim do desconto concedido nos anos de 2014 a 2016 mais o índice inflacionário, o valor do reajuste ficaria em torno de R$17%. No entanto, a Prefeitura entendeu que esse é um valor alto, dadas as circunstâncias atuais que estamos vivendo. Então, o limite para o índice será de 10%, correspondente ao fim do desconto”, explica. Os demais tributos, como a Taxa de Resíduos Sólidos Domiciliares (Taxa de Lixo), Imposto Sobre Serviços (ISS) e Imposto sobre a Transmissão de Intervivos (ITIV) terão reajuste inflacionário.

Os contribuintes vão continuar a contar com o desconto de 10% para pagamento da cota única, com vencimento em fevereiro e de acordo com a data indicada pelo cidadão na ocasião do recadastramento de 2013. Os carnês serão emitidos pela Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz) na primeira quinzena de janeiro. As pessoas que aproveitaram o Programa de Parcelamento Incentivado (PPI) devem continuar pagando as parcelas normalmente, sob pena de perder o benefício. Quem não aderiu ou perdeu o PPI deve procurar a Sefaz para fazer o parcelamento das dívidas em até 60 meses.

A expectativa de arrecadação com o IPTU, de acordo com o secretário Paulo Souto, é de aproximadamente R$600 milhões – em 2015, o imposto deve render R$530 milhões aos cofres municipais. “Tanto o IPTU quanto os demais impostos são importantes para a cidade. Na medida em que as pessoas percebem que os tributos pagos estão sendo revertidos em benefícios para a cidade, elas passam a pagar com mais tranquilidade. É isso o que nós esperamos, pois as pessoas estão vendo o que está sendo feito por Salvador e vão fazer um esforço para pagar em dia os impostos, permitindo assim que a Prefeitura possa fazer investimentos em saúde, educação e demais áreas”, salienta.

 

Espaço entra na programação especial de verão do Pelourinho Dia e Noite e abrirá todos os finais de semana, de janeiro a fevereiro e traz de volta o Ajeum

A Casa do Benin terá uma edição especial do Ajeum para marcar o verão. A iniciativa integra o projeto Pelourinho Dia e Noite, que promoverá a abertura de todos os museus do Centro Histórico nos fins de semana de janeiro e fevereiro. O espaço ficará com as portas abertas do dia 6 de janeiro até 19 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados e domingos, das 10h às 16h.

O Ajeum de Verão contará com a chef Ana Célia Batista, todas as sextas, sábados e domingos, no horário de almoço, das 11h às 16h. E tem mais: às sextas-feiras será realizada uma oficina gratuita com oito vagas – para participar, basta enviar e-mail para museucasadobenin@salvador.ba.gov.br. A seleção será através da ordem de inscrição, onde os oito primeiros inscritos receberão a confirmação. Na oficina, a receita será de efó (espécie de pasta com língua-de-vaca, taioba, mostarda etc, aromatizadas com camarão seco, malagueta e outros condimentos, e refogada em azeite de dendê, a que se pode acrescentar camarão fresco ou peixe), com horário das 14h às 17h.

Confira abaixo o cardápio da primeira semana (de 6 a 8 de janeiro - sexta, sábado e domingo):

Entrada: abará

Prato: comida baiana acompanhada de xinxim de galinha ou moqueca de peixe

Sobremesa: cocada branca

Preço único: R$ 40 (entrada, prato e sobremesa)

Horário para o público: das 11 às 16h

 

A partir desta quarta-feira (28), os baianos e turistas que estão em Salvador vão contar com uma programação musical de peso, na Arena Daniela Mercury (Praça Cairu), no Comércio, para celebrar mais um ano novo. Considerado o maior Réveillon do Brasil, com 15 minutos de queima de fogos, a festa vai fazer a alegria do público no primeiro dia com as cantoras Anitta e Claudia Leitte, a dupla Simone e Simaria, o cantor Bell Marques e as bandas Alavontê e É o Tchan.

A primeira banda a se apresentar, às 18h, será o Alavontê. Anitta subirá ao palco logo depois, por volta das 19h30. Em seguida, será a vez da cantora Claudia Leitte, que se apresentará às 21h30. O cantor Bell Marques, quarta atração da noite, começará o show às 23h30. A dupla Simone e Simaria se apresenta à 1h30 desta quinta. Já às 3h30, a banda É o Tchan fará o último show do dia.

Já entrando no clima de confraternização e alegria, a cantora Anitta, segunda atração a se apresentar hoje, emana energias positiva para o público soteropolitano. “Aproveitem muito. Vamos pensar em tudo que conquistamos até aqui e mandar energias positivas para 2017. Com essa grande festa, com certeza já começaremos com o pé direito”, desejou a cantora carioca que ainda incentivou seus fãs com uma mensagem de autoestima. “Que cada um tenha um ano ainda melhor do que o que passou, tire os planos do papel e vá atrás dos seus sonhos”, deseja a artista, que apresentará sucessos da carreira e do mais recente álbum, “Bang”.

Animada para tocar os sucessos para os “Bolhas” e admiradores do seu trabalho, a cantora Claudia Leitte afirmou que a vontade de subir no palco será refletida em uma grande apresentação. “Minha expectativa é que as pessoas se renovem, se divirtam e encham os olhos e o coração”. Assim como o mais novo hit de trabalho, “Taquitá”, Claudinha também vai apresentar um figurino especial inspirado no universo fitness, desenvolvido pelo estilista Amir Slama.

O É o Tchan traz como novidade a canção “Desafio do manequim”, inspirada na moda do Manequim Challenge – em que as pessoas paralisam por um momento fazendo poses para as câmeras. Para Compadre Washington, tocar numa festa que já virou tradição no calendário baiano só aumenta as expectativas. “A gente ama tocar na nossa cidade, ainda mais em uma festa tão linda. Estamos ansiosos para subir no palco e levar a nossa alegria”. Beto espera um ano de muita alegria e paz. “Que Deus nos dê muita saúde e que a gente consiga realizar nossos sonhos e que 2017 seja um ano florido e espetacular para todos nós”.

Já Bell Marques estreia na grade de virada do ano com muita vibração. “Vai ser um show muito bacana, com sucessos novos e clássicos da minha carreira e tenho certeza que os baianos e turistas que escolheram nossa cidade para comemorar a chegada de 2017 vão se divertir muito. Celebrar é comigo mesmo".

Também estreante do Réveillon Salvador, o movimento musical Alavontê já é parceiro da Prefeitura em outros projetos, a exemplo da Volta no Dique e do Furdunço. “Para nós, que surgimos numa reunião de amigos para apenas quatro shows, tocar no Réveillon da nossa cidade, num lugar como aquele, cada um com a sua história, é uma responsabilidade grande e um prazer. A gente vai procurar fazer uma festa que justifique o convite que recebemos”, afirmou Ricardo Chaves, um dos integrantes. Também idealizador do projeto, Jonga Cunha afirma estar honrado em participar da festa, na Praça Cairu. “Viva Salvador, viva o Réveillon, tão importante e um dos maiores do Brasil”.

O evento que se estenderá até o dia 1º de janeiro e deverá reunir cerca de 1,5 milhão de pessoas, ainda vai contar com nomes como Matheus & Kauan, Jorge e Matheus, Wesley Safadão, Luan Santana, Saulo e Ivete. O público poderá acompanhar também o Réveillon Salvador 2017 na internet e nas redes sociais pela página do do FitDance no Youtube e através dos canais oficiais da Prefeitura no Instagram (@prefsalvador), Facebook (/prefeituradesalvador) e Twitter (@prefsalvador). Além disso, telões instalados na Praça Cairu vão exibir fotos e mensagens que forem publicadas nas redes com a hashtag #VivaSalvador2017. Confira mais informações no site oficial www.viva2017.com.br.

 

De 2013 para cá, Transalvador já notificou 17.572 condutores por dirigir sob efeito de bebida alcoólica 

Onze agentes da Transalvador vão atuar no combate à alcoolemia durante os cinco dias de Réveillon na capital baiana. De acordo com o órgão, será mantida a rotina das blitzen da Operação Lei Seca entre os dias 28 de dezembro e 1º de janeiro, com destaque para o entorno da Arena Daniela Mercury, na Praça Cairu, onde ocorrem os shows para celebrar a chegada de 2017. A operação se dará através de abordagens a condutores, apreensões e aplicação de multa no valor de R$ 2.934,70 para quem for flagrado com teor alcoólico acima de 0,34 miligramas de álcool por litro de sangue, o que é considerado crime de trânsito.

A equipe destacada para a Lei Seca está inserida nos cerca de 80 agentes disponibilizados para cada noite da operação montada para o Réveillon. Além disso, serão utilizadas 35 viaturas, seis motoviaturas, 10 reboques, 450 cones e 112 prismas de concreto nas principais vias de acesso à festa. O efetivo participará de ações como fiscalização nos estacionamentos e barreiras, além de controle de tráfego, não se restringindo apenas à região da festa, mas a toda Salvador.

Balanço - No Réveillon passado, o órgão abordou, até o dia 1º de janeiro de 2016, 366 motoristas, sendo 70 notificados por recusa ao teste do bafômetro; cinco por expelir até 0,29 miligrama de álcool por litro de ar, após soprar o bafômetro; e um cometeu crime de trânsito por expelir quantidade maior que 0,30 miligrama de álcool por litro de ar, sendo conduzido imediatamente à delegacia. Dezenove veículos foram removidos ao pátio da Transalvador e 49 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram recolhidas.

De 2013 a 2016, a Transalvador notificou, no total, 17.572 condutores por dirigir sob efeito de bebida alcoólica. A marca supera em 330% os quatro anos anteriores, quando 5.313 notificações foram emitidas pela mesma razão. O índice de notificações também foi alto se for considerado apenas o ano de 2016, com mais de quatro mil condutores notificados nas blitzen de Lei Seca realizadas pela autarquia. Desses, 17 cometeram crime de trânsito por embriaguez ao volante. Até o momento, foram realizadas 30.609 abordagens em ações diárias, que resultaram em 1.578 veículos removidos e 3.921 habilitações recolhidas.

"Desde 2013, as blitzen de alcoolemia ocorrem diariamente, e no Réveillon não será diferente. A operação segue o mesmo modelo que vem sendo aplicado com êxito desde 2013. Os agentes buscam solucionar problemas com engarrafamentos e permitir mais facilidade no acesso à festa. Teremos um grande estacionamento na região do Terminal da França, com vagas para 1,2 mil veículos, em espaços regulamentadas por Zona Azul. Assim também ocorre na Avenida Contorno, nas proximidades do Museu de Arte Moderna (MAM), neste caso com permissão de estacionamento em ambos os lados da rua. Portanto, quem optar por passar o Réveillon no Comércio terá o acesso facilitado, com tudo pensado para garantir o conforto e a segurança de quem vai curtir a festa", detalhou o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Müller.

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), entrega 98 unidades de coolers e coletes para ambulantes que atuam nas praias de Itapuã, Tubarão e Ribeira nesta quarta-feira (28), a partir das 14h, na sede da Semop, localizada na Rua 28 de Setembro, na Baixa dos Sapateiros. No dia 22 de dezembro, a Semop distribuiu 100 unidades de coolers e coletes para ambulantes que trabalham na Barra, Rio Vermelho e Centro da cidade, todos numerados e com área de atuação para identificação. Os coolers têm capacidade para armazenar 80 latinhas.

Um homem de nome Cláudio de Oliveira Santos faleceu na tarde desta terça-feira (27), na Rua Gamboa de Cima, após sofrer um acidente enquanto estava sendo realizada obra de recuperação das estruturas metálica e de concreto do viaduto próximo ao Forte de São Pedro, que dá acesso à Avenida Lafayete Coutinho (Contorno). De acordo com a Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), a área estava interditada e a intervenção já estava em fase final quando uma pedra soltou do viaduto e atingiu o cidadão na cabeça. Infelizmente, a vítima acessou o local que estava isolado e sofreu o acidente fatal. O Samu prestou atendimento, com apoio da Guarda Civil Municipal e servidores da Seman, mas o homem não resistiu ao ferimento.

“Para a recuperação do guarda-corpo, fizemos toda a sinalização de segurança, incluindo o isolamento de uma faixa de trânsito para evitar que pedestres passassem pelo local. Infelizmente, o cidadão desrespeitou a sinalização justamente quando a pedra se soltou do viaduto. Lamentamos o ocorrido”, afirma o secretário da Seman, Marcílio Bastos.

Intervenção – A Seman havia identificado que o viaduto estava comprometido, inclusive com soltura de material após um caminhão bater na estrutura, e solicitou interdição completa da via para executar as obras de manutenção. Com isso, a orientação para os motoristas foi evitar a região, tendo como opções o Campo Grande e Avenida Sete. Além disso, 80% da passagem dos pedestres havia sido bloqueada para o serviço. A obra contempla a implantação de um limitador de altura – uma espécie de pórtico – para sinalizar e prevenir que motoristas de caminhões colidam contra o viaduto.

 

Por conta do feriado bancário desta sexta-feira (30), último dia útil do mês, a Prefeitura de Salvador vai antecipar o pagamento dos salários do mês de dezembro dos 39 mil servidores, entre ativos, inativos e pensionistas, para a quinta-feira (29).  

O Réveillon de Salvador é o único entre as capitais do Brasil que conseguiu manter o patamar de investimento mesmo diante que da crise econômica que atinge o país. E mais: ampliando o número de atrações. Isso graças à parceria com a iniciativa privada. Este ano, os patrocinadores oficiais da festa são Skol, Bradesco e Avatim. Em números atualizados, o Réveillon de Salvador vai custar R$9 milhões, sendo 40% de recursos públicos, destinados aos serviços públicos como limpeza, saúde, mobilidade urbana, segurança e ordenamento,  e 60% privados. Além disso, a cidade vai lucrar com a festa, vide a ocupação hoteleira, cuja taxa deverá ser superior a 95%.  

O prefeito ACM Neto explicou o que motivou Salvador a seguir na contramão da crise. “É um Réveillon histórico para a cidade. Serão mais de R$400 milhões de incremento na economia. Conseguimos manter o mesmo investimento realizado no ano passado, porém com a contratação de mais atrações. A Prefeitura se preocupou em não ampliar os custos e garantir de que este fosse o maior Réveillon musical do país", afirmou o gestor. 

Em outras capitais, houve retração nos investimentos para as festas públicas de virada de ano. A Prefeitura do Rio de Janeiro, por exemplo, anunciou redução de 16 minutos para 12 minutos da tradicional queima de fogos na praia de Copacabana. Os recursos aplicados são de R$5 milhões, sendo parte deles custeado pela administração local. Em São Paulo, a virada na Avenida Paulista só obteve R$1 milhão de investimento privado e o tamanho do palco teve que ser reduzido. Em Recife, os festejos de fim de ano, incluindo o Réveillon na praia de Boa Viagem, tiveram apenas R$2,9 milhões de investimento, contra R$8,8 milhões em 2015. Outras cidades como Florianópolis, Brasília e Vitória e Belém, por exemplo, também reduziram os custos com as festas para a chegada do novo ano.

"Encaramos a festa não como despesa, mas como investimento e, não é à toa, Salvador foi considerado, ao lado do Rio de Janeiro, o destino mais procurado para a virada de ano no Brasil. O Réveillon gera emprego e dinamiza a economia em nossa cidade e a parceria com a iniciativa privada é fundamental, como tem sido também no Carnaval, bancado pelos nossos patrocinadores", lembrou ACM Neto. 

Saindo na frente - A estratégia adotada pela administração municipal este ano foi, literalmente, sair na frente das demais capitais brasileiras. A divulgação do evento foi iniciada em junho deste ano, possibilitando que o destino Salvador no fim de ano fosse trabalhado pelo trade turístico cinco meses antes da realização da festa.  A captação de recursos da inciativa privada foi a maior do país: R$5,4 milhões, que possibilitou o aumento da grade artística de cinco para seis atrações por dia e, claro, maior número de horas do evento. 

Até o momento, os números gerados pelo Réveillon Salvador 2017, que começa nesta quarta-feira (28) e segue até 1º de janeiro na Praça Cairu, superam as expectativas em relação ao mesmo período de 2015: ocupação da rede hoteleira deverá ultrapassar 95% dos leitos, mais de 300 artistas e 2,3 mil colaboradores envolvidos. O público estimado é de 1,5 milhão de pessoas em todos os dias do evento.

 

O presidente da Saltur, Isaac Edington, apresenta à imprensa os detalhes finais para o início do Réveillon Salvador 2017. Ele atende aos jornalistas a partir das 9h30, no palco montado na Praça Cairu, na Arena Daniela Mercury. Na ocasião, toda a estrutura será apresentada à imprensa, que também poderá retirar as credenciais para cobertura do evento. Mais de 2,3 mil servidores ou colaboradores da Prefeitura já estão trabalhando para que o evento seja um sucesso, garantindo conforto e segurança a baianos e turistas. 

Salvador é a única capital no Brasil que conseguiu manter o patamar de investimento mesmo diante que da crise econômica que atinge o país. E mais: ampliando o número de atrações. Isso graças à parceria com a iniciativa privada. Este ano, os patrocinadores oficiais da festa são Skol, Bradesco e Avatim. Em números atualizados, o Réveillon de Salvador vai custar R$9 milhões, sendo 40% de recursos públicos, destinados aos serviços públicos como limpeza, saúde, mobilidade urbana, segurança e ordenamento,  e 60% privados. Além disso, a cidade vai lucrar com a festa, vide a ocupação hoteleira, cuja taxa deverá ser superior a 95%. Com isso, a cidade espera lucrar cerca de R$400 milhões com o Réveillon.

Agentes do Grupo Especial de Proteção Ambiental (GEPA), da Guarda Civil Municipal, foram acionados por biólogos do Projeto Tamar, na manhã desta segunda-feira (26), para auxiliar no resgate de 14 tartarugas da espécie cabeçuda, que tem o nome científico Caretta caretta, na Boca do Rio. 

Sendo a Bahia uma das áreas prioritárias de desova da espécie, é comum encontrar a Tartaruga Cabeçuda, que pode chegar a pesar até 140kg e medir até 136 cm de comprimento curvilíneo de carapaça. No Brasil, o réptil está ameaçado de extinção. As tartarugas foram encaminhadas para o Projeto Tamar, onde receberão os devidos cuidados. 

No início da tarde, a guarda recebeu mais uma chamada para resgate de animal silvestre, sendo desta vez bicho preguiça. Segundo a moradora Ana Carla Bonfim, do bairro Alto de Coutos, onde foi realizado o resgate, moradores tentavam se apropriar do animal, com cerca de 70cm e aproximadamente 4kg, que estava em um pé de jambo. O bicho foi encaminhado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama. 

A população, ao se deparar com qualquer animal silvestre, deve entrar em contato imediatamente com o Grupamento Especial de Proteção Ambiental, através do telefone 3202-5312, para que o resgate seja feito com segurança.

 

A "Feminização da Aids" é o tema da Quinta Temática do mês de dezembro deste ano, promovida pela Prefeitura, através da Superintendência de Políticas para as Mulheres (SPM), sob a coordenação do Centro de Referência de Atendimento à Mulher Loreta Valadares. O evento será realizado na próxima quinta-feira (29), das 8h às 12h, no auditório do Núcleo Espírita da Polícia Militar, situado na Rua Conselheiro Spínola, nº 16, Barris, atrás da Biblioteca Central.

O evento terá como palestrante a enfermeira Shirley Coelho, especialista na Área de Docência em Enfermagem e Enfermagem do Trabalho. Atualmente, Shirley é enfermeira no Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa em Infecções Sexualmente Transmissíveis, HIV e Hepatites Virais, além de coordenadora na pós-graduação da Faculdade Social da Bahia, docente na pós-graduação em Enfermagem na Unijorge e no Portal Ciclo.

A infecção por HIV entre as mulheres constitui uma das faces mais preocupantes da epidemia, desde o fim dos anos 1980, quando foram registrados os primeiros casos femininos. Considerando os dados acumulados de 1980 a junho de 2013, segundo o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, no Brasil foram notificados 686.478 casos de Aids, dos quais 35% eram do sexo feminino. Do total de casos de Aids notificados entre mulheres no Brasil em 2012, 86,8% decorreram de relações heterossexuais com pessoas infectadas com o HIV.