Domingo , 18 Abril 2021
0
0
0
s2sdefault

Em 2020 os gastos com vandalismo na iluminação pública da cidade tiveram uma redução significativa, em comparação com o ano anterior. De acordo com a Diretoria de Iluminação Pública (Dsip), vinculada a Secretaria de Ordem Pública (Semop), o prejuízo com danos e furtos de materiais elétricos em 2020 foi de R$420 mil, contra os R$570 mil registrados em 2019. 

O gerente de manutenção e monitoramento da Dsip, Igor Moreira, atribuiu à redução do prejuízo anual a habilidade técnica da Prefeitura em aprimorar os processos, de modo a dificultar a ação de vândalos. “Temos usado nossa expertise para reduzir os atos de vandalismo e estamos implementando novos estudos para tentar coibir os furtos. Além disso, temos agentes realizando rondas ininterruptas, durante o dia e a madrugada, para identificar os vândalos”, contou. 

Dentre as estratégias da diretoria para coibir furtos e danos à iluminação pública está a utilização de eletrodutos em aço galvanizado, material mais rígido e difícil de romper. Além disso, tem sido feita a instalação de estruturas de proteção nas lâmpadas de LED em algumas passarelas. Já nos circuitos que estão no chão, a alternativa tem sido utilizar uma camada ainda mais profunda de concreto, além de não deixar as caixas de conexões e cabos visíveis. 

Colaboração – Moreira pediu que a população colabore no combate à ação dos vândalos, denunciando os atos criminosos à Prefeitura. “O prejuízo não é só monetário, afeta também a segurança das pessoas. Quando ocorre um ato de vandalismo não apaga só o local, mas toda uma avenida, e isso favorece até mesmo acidentes se for próximo de uma curva, por exemplo”, afirmou. 

Qualquer cidadão que perceber alguma ação contra a iluminação pública na cidade, fazer a denúncia através do Fala Salvador, no número 156. O contato também pode ser feito via internet, através do endereço www.falasalvador.ba.gov.br .

 

0
0
0
s2sdefault