Domingo , 21 Outubro 2018
0
0
0
s2sdefault

Vinte e um estabelecimentos foram notificados e quatro foram autuados durante a “Operação Verão”, realizada pela Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (DCP/Codecon), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop). As vistorias, realizadas ao longo da semana, tiveram como objetivo dar mais segurança a soteropolitanos e turistas, vistoriando os segmentos mais procurados nesse verão.

Ao todo, o órgão visitou 92 estabelecimentos e quatro embarcações que fazem a travessia Salvador-Mar Grande foram vistoriados. Dos quatro autos de infração, dois foram direcionados a embarcações. Os motivos: ausência de demonstração do uso de coletes salva-vidas – reincidência na lancha Cavalo Marinho III – e falta de placa de prioridade para idosos.

Os motivos da maior parte das 21 notificações e dos demais autos de infrações nos estabelecimentos comerciais visitados foram: falta de etiqueta de validade e validade vencida, lixeira inadequada, falta de emissão de nota fiscal e presença de insetos, comprometendo a higiene.

“Essa é uma operação que visa, sobretudo garantir a segurança dos consumidores. Nosso objetivo é deixá-los ainda mais seguros nesse verão para que possam se divertir sem maiores preocupações”, acrescentou o diretor-geral da Codecon, Alexandre Lopes, se referindo às inspeções realizadas em bares, restaurantes, hotéis, aeroporto, rodoviária e lanchas travessia salvador-mar grande).

Operação Lista escolar – No mesmo período, o órgão visitou 15 estabelecimentos de ensino, emitindo notificações a 13 unidades – sete para encaminhar as planilhas de custos dos anos de 2017 e 2018, e outras seis notificações foram para que as instituições encaminhem a lista de material escolar com os planos de execução.

O objetivo é analisar o reajuste financeiro para coibir o abuso do aumento das mensalidades, além de verificar se a unidade escolar está solicitando materiais que serão realmente usados pelo estudante durante o ano letivo de 2018.

0
0
0
s2sdefault