Segunda-Feira , 18 Dezembro 2017

Os principais desafios que as meninas enfrentam na periferia de Salvador e as desigualdades que afetam o desenvolvimento físico, psicológico e intelectual destas crianças e adolescentes. Este foi o foco das discussões no Seminário de Políticas Públicas para Meninas, realizado nesta quarta-feira (6), no auditório da Uninassau, nas Mercês. Com apoio da Prefeitura, através da Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), o seminário é fruto da parceria entre o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Associação Renascer Mulher (Assorem), e faz parte do projeto “Hoje Menina, Amanhã Mulher”.

A fundadora da Assorem e uma das realizadoras do seminário, Lígia Margarida, acredita que um esforço coletivo de todos os setores da sociedade pode ajudar a corrigir os problemas enfrentados pelas meninas nas periferias de Salvador. “Muitas dessas meninas abortam seus sonhos para atender à sociedade que, de certo modo, as vitimizam”, disse. “É fundamental esse espaço de diálogo entre os gestores públicos e as meninas para, juntos, entendermos essa realidade em Salvador, visando, a partir dos depoimentos, melhorar as políticas públicas na cidade”, explicou Gabriela Mora, oficial do programa de adolescentes do Unicef no Brasil.

A psicóloga e representante da SPMJ, Laísa Magnavita, salientou que a parceria com a Unicef ajuda a aprimorar os serviços do órgão. “Ações como esta nos ajuda a fortalecer ainda mais as políticas voltadas para a criança e o adolescente na capital baiana”, pontuou. “Os temas ajudam a refletir, a ampliar os horizontes sobre a realidade que as meninas da periferia enfrentam, inclusive ao tratar sobre gravidez na adolescência”, destacou o estudante de enfermagem Thiago Cruz, 32 anos, que esteve presente no seminário.

O evento contou com o lançamento da publicação Gestação na Adolescência no Brasil – Vozes das Meninas, desenvolvido pelo Instituto de Direitos da Criança (Indica), Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e Unicef. A programação contemplou ainda a formação de grupos temáticos para a discussão dos contextos apresentados no seminário, com direito a entrega de certificado para os participantes.