Sábado , 16 Dezembro 2017

Balanço da Secretaria Municipal da Educação (Smed) mostra que a adesão ao movimento da APLB não foi significativa e apresentou queda nesta quarta (12), quando apenas cerca de 36% das escolas pararam, comparativamente aos 37,5% da terça (11). A maioria das unidades de ensino da rede abriu e os alunos tiveram aula. A secretária de Educação, Paloma Modesto, visitou escolas em todas as dez regionais nos dois dias de movimento. "Encontrei várias escolas abertas, funcionando normalmente, e foi uma excelente oportunidade para conversar com diretores, coordenadores e professores da rede", diz, ressaltando a boa receptividade desses profissionais e o compromisso deles com o direito à educação de qualidade dos estudantes da rede municipal.

 

Paloma Modesto frisa que o processo de negociação com os professores não se encerrou ainda. "Estamos negociando, através de um diálogo muito aberto e transparente. A Prefeitura fez uma proposta de reajuste e outros benefícios. Estamos agora aguardando uma nova rodada". A proposta da Prefeitura é a concessão de avanço de referência para todos os servidores do magistério, coordenadores pedagógicos e professores, a partir de setembro de 2017, o que representa 2,5% de incremento salarial. Essa proposta atende a 100% dos servidores efetivos da educação. Além disso, está sendo oferecido o pagamento da gratificação de estímulo ao aprimoramento profissional para o os servidores que fizeram a requisição, que varia de 2,5% a 7,5%. Esse benefício vai atender aproximadamente 1.800 pessoas.

 

Média salarial - A média salarial dos professores da rede municipal de Salvador na folha de pagamento do mês de junho deste ano foi R$ 7.16,00. O valor é mais de três vezes ou 205% maior que o Piso Nacional do Magistério, fixado em R$ 2.298,00. Dos 4.754 professores da rede de 40 horas, cerca de 3.310 ou 70% ganham acima de R$ 7 mil. Mesmo o valor pago ao professor em início de carreira está bem acima do piso nacional. Para especialistas, o salário inicial é de no mínimo R$ 3.559 e para pedagogos, R$ 4.295 - valores que superam o piso nacional em 54% e 87%, respectivamente. Dados do Portal Transparência da Prefeitura de Salvador apontam ainda salários na faixa de R$ 15 mil a mais de R$ 20 mil.