Terça-Feira , 12 Novembro 2019
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura lamenta a continuidade da greve dos professores da rede municipal de ensino. A gestão municipal aceitou todas as condições, incluindo a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público, mas infelizmente a intransigência e a disputa política interna pelo comando da APLB Sindicato estão prejudicando cerca de 150 mil estudantes.

Oitenta e nove por cento das escolas já estão com a Reserva da Jornada de Trabalho implantada, conforme relatório apresentado pela Secretaria Municipal da Educação (Smed) ao sindicato, o que só reforça o despropósito da greve. Considerando que mais 50% das escolas estão funcionando normalmente, a preocupação do município agora é que o não pagamento salarial dos dias paralisados na forma da lei não prejudique os professores que estão trabalhando.

0
0
0
s2sdefault