Quarta-Feira , 29 Janeiro 2020
0
0
0
s2sdefault

Foto: Jefferson Peixoto/Secom 

Os cidadãos que quiserem colaborar com sugestões para a construção da Política Municipal de Inovação já podem fazê-lo através da Internet. A minuta do projeto está disponível para consulta e pode ser acessada através do link sustentabilidade. salvador. ba. gov. br/ e no Instagram da Secis (@secissalvador). O prazo para envio das contribuições é até 6 de dezembro de 2019. 

Até o fim deste ano, cinco encontros serão realizados para discutir mudanças ou inserções de sugestões na minuta. O primeiro deles será realizado na próxima terça-feira (22), com o foco de debater o projeto com instituições de ensino superior. Já o segundo encontro está previsto para ocorrer no dia 29 deste mês com aceleradoras, incubadoras, coworkings, hubs, parques tecnológicos, living labs, fab labs, empresas de suporte às startups e outros. Ambos os eventos ocorrem no Colabore. Os demais encontros serão divulgados em breve. 

O lançamento da iniciativa ocorreu nesta quarta-feira (16), no Colabore, situado no Parque da Cidade (Itaigara). A proposta da Prefeitura, por meio da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), é que a política sirva como mecanismo para impulsionar o empreendedorismo e a inovação em Salvador. 

Na ocasião, foram apresentados os principais pontos da proposta municipal que busca instituir diretrizes, mecanismos, sistemas e incentivos à inovação, além de fomentar a ampliação e consolidação da rede de conhecimento técnico-científico e orientar as atividades do poder público municipal na relação com o ecossistema de inovação local. 

Avanços – Para André Fraga, titular da Secis, esse é um marco para a capital baiana e a minuta é o primeiro passo para grandes avanços. “A intenção é fazer com que Salvador continue na rota de crescimento. A minuta é uma ideia que deve ser aperfeiçoada com a experiência de cada um dos atores da sociedade. Todos podem trazer sua contribuição para que a gente saia com uma politica de inovação que seja de fato inovadora", explicou. 

No plano há proposta de conceder incentivos fiscais e outros benefícios para as empresas participantes com o objetivo de promover o empreendedorismo inovador de interesse do município. Entre eles estão a redução do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) de 5% para 2% para os participantes de toda Salvador, e o abatimento de 50% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) apenas para empresas e startups localizadas na região do Comércio.

 

0
0
0
s2sdefault