Quinta-Feira , 17 Outubro 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Bruno Concha - SECOM

Cerca de 120 representantes de empresas públicas, privadas e sociedade civil de Salvador estiveram presentes na 3ª edição do Workshop do Programa Selo da Diversidade Étnico-racial, realizada nesta quarta-feira (21), no auditório do campus da Unijorge, na Avenida Tancredo Neves. O objetivo é incluir e capacitar funcionários e dirigentes das instituições sobre a promoção da diversidade racial no ambiente corporativo.

A ação é uma iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Reparação (Semur), com apoio do Conselho Municipal das Comunidades Negras (CMCN). "Cada empresa tem que elaborar um plano de ação para eliminar o racismo institucional e incluir jovens negros no seio do seu âmbito geracional. Não basta contratar – é necessário que, além de empregar, a empresa tenha um plano de ação para que o funcionário ascenda na empresa", disse a secretária da Semur, Ivete Sacramento.

Na ocasião, a promotora pública do Ministério Público de São Paulo, Valdirene Silva de Assis; a fundadora e CEO da Gestão Kairós, Liliane Rocha; e o co-fundador da 99jobs.com, Eduardo Migliano conduziram a palestra debatendo os temas “Inclusão de jovens negros e negras no mercado de trabalho”, “Gestão da Diversidade Étnico-Racial” e “Como tornar ações de inclusão mais concreta em suas organizações”, respectivamente. Entre uma palestra e outra, os participantes puderam tirar dúvidas e trocar experiências com exemplos do cotidiano.

O gerente de produção da Kordsa Brasil, Fernando Luis de Oliveira Ferreira, de 42 anos, avalia que o encontro é muito útil no contexto de trazer o benchmarking, processo de comparação de produtos, serviços e práticas empresariais, além de aumentar a rede de contatos profissionais. "Aderimos ao Selo da Diversidade há cerca de um ano. Esse workshop é interessante ver o que está sendo feito pelo mercado e pelas instituições públicas e entender também como é que nós estamos indo. Isso serve de embasamento e é um norte muito grande para que a gente continue atendendo as nossas expectativas em relação à inclusão étnico-racial”, contou.

De acordo com o coordenador de Políticas Transversais da Semur e do programa Selo da Diversidade, Leomar Borges, o programa investe em diversas ações para promover a conscientização das empresas quanto às estratégias e ações que retirem os preconceitos presentes na sociedade. “É pensar quais estratégias que nós, enquanto poder público e as empresas nessa parceria, podemos construir em Salvador ao longo dos anos”, pontuou.

Mais ações – As inscrições para o Selo da Diversidade serão iniciadas no próximo dia 2. Podem participar da iniciativa qualquer empresa de Salvador com mais de 12 funcionários e que tenha interesse se comprometer com a política de qualificação e ascensão de profissionais negros no mercado de trabalho. Em outubro será realizada a Oficina de Design Thinking, voltada para gestores e colaboradores do setor de RH. No dia 11 de dezembro acontece a entrega das novas certificações e da renovação das empresas que já possuem o selo.

 

 

0
0
0
s2sdefault