Domingo , 15 Dezembro 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Jefferson Peixoto - SECOM

Pelo menos uma estrutura do tipo na cidade é danificada todos os dias, causando prejuízos ao erário

A Diretoria de Serviços de Iluminação Pública (DSIP), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), registrou 10 atos de vandalismo contra a passarela que fica em frente à Madeireira Brotas, em Pernambués, nos primeiros sete meses de 2019. Na última quinta-feira (18), a estrutura foi completamente vandalizada e ficou praticamente às escuras, prejudicando a locomoção de quem circula diariamente pela região. 

Equipes da DSIP realizaram um levantamento detalhado no local e constataram que foram furtados todo o cabeamento elétrico, cerca de 350 metros, luminárias em LED e eletrodutos em aço galvanizado. Além disso, parte da estrutura foi incendiada, causando um prejuízo total de cerca de R$ 130 mil. 

“Ali é uma área central, de grande movimentação. Já foi prestada à queixa e registrado boletim de ocorrência para que os órgãos de segurança pública se atentem e possam atuar para impedir que casos como esses voltem a acontecer. Os recursos que gastamos para realizar os reparos poderiam ser usados para novas intervenções na cidade”, lamenta o diretor de Iluminação Pública, Júnior Magalhães. 

A Prefeitura já trabalha na manutenção e reparo para restabelecer a plena iluminação da passarela de Pernambués. O serviço deve ser concluído em até sete dias. 

De acordo com a DSIP, diariamente pelo menos uma passarela é vandalizada na cidade. As principais ações dos vândalos se resumem a furtos de cabo e quebra de luminárias. A Guarda Civil Municipal (GCM) faz rondas nesses equipamentos, mas não possui efetivo para ocupar esses espaços permanentemente e cumprir com as outras funções da entidade, a exemplo de zelar pela segurança dos prédios e outros espaços públicos. 

0
0
0
s2sdefault