Quinta-Feira , 18 Abril 2019
0
0
0
s2sdefault

Foto: Divulgação

Depois do sucesso da apresentação realizada em janeiro último no Teatro Ipanema, no Rio de Janeiro, os músicos e amigos Bem Gil e Moreno Veloso apresentam a herança musical familiar em um show inédito – formado por canções de ambos – trazido para Salvador. A apresentação única na capital baiana acontece no próximo dia 14, às 19h, no Espaço Cultural da Barroquinha, administrado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), no Centro. Os ingressos serão vendidos a partir deste sábado (8), no site da Sympla, e custam R$30 e R$15 (meia).

O repertório deverá contar com canções como “Sereno”, gravada por Bem e presente no “Ok ok ok”, mais recente trabalho do pai, Gilberto Gil; e “Sertão”, escrita em parceria por Moreno e o pai, Caetano Veloso. Dentre as canções inéditas próprias, um dos destaques, “É de hoje”, é fruto de uma parceria de Moreno com o arranjador Luís Filipe de Lima.

 Bem e Moreno trabalharam juntos no palco em 2017, percorrendo algumas cidades do Brasil com o show #REFAVELA40, em comemoração às quatro décadas do álbum de Gilberto Gil. Também produziram juntos, em 2014, os discos “Gilbertos Samba” e “Gilbertos Samba ao Vivo”. Também foram os responsáveis pela produção musical do registro ao vivo do show “Dois Amigos e Um Século de Música”, de Gil e Caetano, em 2015.

Quando se trata de produções próprias, Moreno Veloso lançou em 2000 o primeiro disco, “Máquina de Escrever Música”, com o grupo +2 e, de lá para cá, tem se tornado atuante no cenário musical, ao lado de figuras como Domenico Lancellotti, Kassin e Pedro Sá. Já Bem Gil começou a atuar de forma mais constante a partir do trabalho com o grupo TONO, formado com os parceiros Rafael Rocha, Bruno Di Lullo e Ana Cláudia Lomelino. A partir de então, passou também a exercer a função de produtor de discos e shows e, ainda, a compor. Assim como Bem se aproximou de Domenico, Moreno convidou Bruno e Rafa para formarem uma banda.

0
0
0
s2sdefault