Quarta-Feira , 20 Março 2019
0
0
0
s2sdefault

Salvador está na lista de um dos cinco destinos turísticos mais desejados neste ano de 2019, de acordo com a edição de janeiro da revista Holland Herald, da companhia aérea holandesa KLM. O texto em inglês, de autoria do jornalista e fotógrafo Jurriaan Teulings, destaca que a capital baiana tem se superado após um período de “negligência” e “ausência de manutenção”, e está próxima de superar outra cidade com quem possui semelhante carisma e rivaliza em número de visitantes: o Rio de Janeiro.

Ao citar as características marcantes da cidade, como o colorido das ruas, a energia e a música – que possuem forte conexão entre a África e a tradição católica –, a matéria destaca que a primeira cidade da colonização portuguesa no Novo Mundo tem experimentado, a partir da gestão do “jovem e popular” prefeito ACM Neto, um renascimento cultural. O autor lembra que, apesar do período de profunda recessão no Brasil, o prefeito tem conservado a promessa de reposicionar Salvador como o maior destino cultural da América Latina. Como exemplo, aponta o empréstimo concedido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a recuperação da capital baiana.

O texto também cita os investimentos feitos pela administração municipal soteropolitana, como a requalificação dos 57km de orla, a exemplos das praias da Barra e Rio Vermelho. Também são destaque os novos museus implantados em homenagem a artistas renomados da terra, como o escultor Carybé, o fotógrafo Pierre Verger e o escritor Jorge Amado. O próximo museu, ainda em 2019, será o Museu da Música, na chamada Casa dos Azulejos Azuis, no Comércio. O equipamento, de acordo com o autor, deverá ajudar a atrair ainda mais visitantes à cidade, conhecida por músicos mundialmente famosos como Caetano Veloso e Gilberto Gil.

O texto aborda ainda o Carnaval de Salvador, apelidado como o “maior do mundo” e que atrai milhões de pessoas todos os anos. A Casa do Carnaval é o espaço onde as pessoas podem aprender a história da festa, explorar os ritmos e se familiarizar com as performances dos superastros locais. Por fim, o autor afirma que, apesar de o carnval do Rio de Janeiro ser mais famoso, a celebração desorganizada de massa da capital baiana é “o que há de melhor” em herança cultural.

0
0
0
s2sdefault