Terça-Feira , 25 Junho 2019
0
0
0
s2sdefault

Elas estão sempre lá, no alto, quase imperceptíveis, flagrando movimentos diversos, desde a reunião de amigos e familiares para celebrar a chegada de um novo ano, até atos comportamentais que comprometem o bem-estar da festa. O monitoramento eletrônico a partir de câmeras de segurança tem sido um artifício de extrema importância para o trabalho da Guarda Civil Municipal para coibir e eliminar situações violentas no perímetro da festa.


"A Central de Monitoramento significa um um incremento ao trabalho da Guarda Civil Municipal durante festival. O auxílio das câmeras é essencial para nossa atuação na festa, seja para separar e impedir brigas, crianças em situação de vulnerabilidade e até mesmo na contenção de tráfico de drogas próximo aos sanitários químicos. A partir da identificação foi possível realizar uma ação imediata, conduzindo os infratores ao posto da Polícia Civil no festival", explica Maurício Lima, chefe da corporação.


Monitoramento - Em 2018, foram instaladas apenas cinco câmeras. Neste ano, a pedido da Guarda Civil Municipal, o número foi ampliado para 21, de forma a dar uma cobertura maior de segurança aos foliões na Arena Daniela Mercury. "Além das câmeras fixas, temos algumas com mobilidade de zoom e giratórias. Os novos equipamentos dão maior segurança e precisão no trabalho da Guarda”, explica o presidente da Companhia de Governança Eletrônica (Cogel), Alberto Braga.

0
0
0
s2sdefault