Sábado , 23 Março 2019
0
0
0
s2sdefault

Nova rainha do rebolado nacional, a carioca Anitta pôs o batidão na pista, aproveitou-se da plateia animada e fez até mesmo Silvana Souza, funcionária do setor técnico do Festival Virada Salvador, prometer dar uma espiada no palco sempre que possível, “para não perder o rebolado" da cantora. “E se der tempo vou rebolar muito sim”, avisa. 

Acompanhada de seu quarteto de bailarinas, todas ensaiadas e de branco como a cantora, para abençoar o ano novo, Anitta inicia a explosão visual de rebolado sincronizado com uma calça transparente encobrindo uma micro calcinha quase inexistente, durante “Bang”, recheada de insinuações provocantes e gemidos alternados com a letra. 

Com a equipe reforçada por quatro bailarinos, a cantora atacou com a romântica “Não perco meu tempo”, e sua batida latina. Em seguida, um mix de “Explosão” e “Work (Rihana)”, e o convite “se quiser jogar...”, da canção “Sim ou não”, gravada em parceria com o rapper colombiano Maluma. 

A festa era similar tanto no palco como na plateia, e a cantora mesclava a doçura de menina com a ousadia da mulher que se escondia na transparência de trajes provocantes. A festa seguiu com “Romance com safadeza”, “Essa mina é louca” e “Você partiu meu coração”.

0
0
0
s2sdefault