Segunda-Feira , 24 Junho 2019
0
0
0
s2sdefault
 
 
O dia ainda estava claro quando cantor Devinho Novaes subiu ao palco da Arena Daniela Mercury, no segundo dia do Festival Virada Salvador. Neste sábado (29), pontualmente às 18h, o artista que participa da festa pela primeira vez abriu a programação do evento. As canções de arrocha, com uma pitada de sofrência, estavam na boca do público, formado na maioria por adolescentes e mulheres. Assim que iniciou o show, fez questão de pontuar a satisfação de tocar no Réveillon de Salvador e aproveitou para agradecer e brincar com o prefeito de Salvador, ACM Neto. "É um prazer estrear no festival. Para mim, a maior festa de final de ano do Brasil. ACM Neto é fluxo", disse, arrancando sorrisos da platéia.  
 
Debruçadas no gradil, na frente do palco, as jovens fizeram questão de cantar os grandes sucessos do estilo sofrência. As vozes aumentaram o tom quando o cantor entoou uma das músicas mais irreverentes do momento, "Desça daí, seu corno". Vibração também na hora em que o músico lembrou um dos seus maiores sucessos, “Alô Dono do Bar”, música que o consagrou no cenário nacional. A fã Jéssica Silva, 20 anos, foi contemplada com uma das toalhas distribuídas pelo cantor durante apresentação. Visivelmente emocionada, ela revelou que tem verdadeira admiração pelo artista. "Sou apaixonada por ele", disse a jovem que estava acompanhada de um grupo de cinco amigas, todas fãs de Devinho. 
 
Para Devinho, 2018 foi um ano de realizações. Ao relembrar a trajetória, destacou que diversos momentos tornaram este ano um marco para a vida profissional. “Às vezes, eu custo acreditar que estou vivendo tudo isso. Conheci tantos artistas que sempre ficava admirando de longe. Fiz parceria com o Wesley Safadão na música 'Alô Dono do Bar', teve também com a Marília Mendonça na música 'Coração Blindado'. Passei por tantas cidades e fiz turnês que ficarão para sempre no meu coração. Não tenho nem como citar tudo", comentou, em entrevista à Secretaria de Comunicação (Secom) da Prefeitura.
 
Como referências musicais aqui da Bahia, Devinho destacou a importância de artistas como Thierry, Nara Costa, Silvano Salles, Tayrone e Pablo, artista com quem o cantor já dividiu o palco. "Hoje em dia não tem mais ritmo definido por classe social e por público. Com as parcerias os gostos musicais também se mesclam. Já fiz parceria com o Wesley, que canta forró, com Marília Mendonça, que canta sertanejo. E assim nosso som vai chegando em todo Brasil. Fico muito feliz em ver o arrocha ganhando cada vez mais espaço. Para 2019, eu desejo chegar nos estados que ainda não fiz show e poder levar meu som para todo Brasil. Vem muita coisa boa para o ano que vem e posso adiantar que vai ter o 'boyzinho' no Carnaval de Salvador. O restante é surpresa!", revelou.
 
O Festival Virada Salvador, conhecido pela mistura de ritmos e tribos, terá ainda na noite deste sábado (29) a apresentação da dupla sertaneja Zezé de Camargo e Luciano, o cantor Luan Santana, o axé de Durval Lelys e "pagodão" de Léo Santana.
 
 
0
0
0
s2sdefault