Segunda-Feira , 18 Fevereiro 2019
0
0
0
s2sdefault

Para curtir a maratona dos cinco dias de festa do Festival Virada Salvador 2019 com energia e evitar qualquer problema intestinal, é essencial garantir uma boa alimentação. A primeira dica é não exagerar. O ideal é comer alimentos leves de três em três horas, trocando os doces e sobremesas por frutas e legumes.

Ceia – Quem vai fazer a ceia antes de sair para a festa, deve optar pelas saladas e frutas no lugar de alimentos gordurosos, que podem provocar má digestão. As gorduras, presentes em frituras, em alimentos ricos em gordura animal, como a feijoada, e em produtos como creme de leite e manteiga, apresentam digestão mais lenta, principalmente em função da composição química, o que provoca a sensação de peso e desconforto.

Fonte de energia – Os carboidratos presentes no arroz, pão, massas, mandioca, bolacha, aveia, granola, frutas e legumes são ótimas fontes de energia. No caso das massas, bolacha, pão e arroz, o ideal é optar pelo integral, pois acrescenta fibras, prevenindo problemas como o diabetes e prisão de ventre. Consumidas com moderação, as oleaginosas (castanha, amêndoa, nozes e pistache) também dão energia e ajudam a manter a forma, pois trazem saciedade.

Hidratação – É muito importante hidratar o corpo, bebendo, em média, dois litros de água durante o dia, principalmente, por causa do verão. A recomendação é evitar refrigerante e optar por sucos naturais ou água de coco. Os chás diuréticos (hibisco, salsinha, cavalinha ou hortelã) também são bem-vindos. Eles ajudam a evitar retenção líquida e melhoram a digestão. Quem ingere bebida alcoólica deve ficar atento ao teor de álcool do que vai consumir e intercalar com copos de água.

Perecível – É bom evitar alimentos à base de maionese. Além de ser gordurosa, é perecível e pode estragar com facilidade. A maionese deve ser mantida sempre em refrigeração e ser colocada no alimento apenas na hora de consumir para evitar o risco de infecção intestinal e contaminação.

Comer na rua – Quem vai comer fora precisa observar as condições de higiene do local: os manipuladores, o uso de touca, avental e luvas, além da conservação dos alimentos – por exemplo, se estão refrigerados. Não é bom consumir alimentos que estejam expostos por muito tempo em temperatura ambiente.

 

0
0
0
s2sdefault