Domingo , 21 Julho 2019
0
0
0
s2sdefault

No ano letivo de 2020, os moradores de Boa Vista do Lobato e adjacências vão poder matricular os filhos no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Angelina Rocha de Assis completamente reconstruído e ampliado para atender a 300 crianças – hoje são apenas 65 pequenos – de até 5 anos. A autorização para a demolição da antiga estrutura e assinatura da ordem de serviço para início imediato das obras foram feitas pelo prefeito ACM Neto, ao lado do vice, Bruno Reis, e do secretário municipal da Educação (Smed), Bruno Barral, além de outras autoridades e comunidade escolar.

“Toda semana é uma ordem de serviço assinada para demolição e reconstrução dessas 16 escolas, que funcionavam de maneira precária. Concluídas as obras, vão oferecer conforto às nossas crianças, ou seja, a melhor condição possível de se fazer educação. Isso mostra o nosso compromisso absoluto de colocar a educação como prioridade da gestão. Afinal de contas, é o principal meio de construção de um futuro diferente da nossa cidade”, destacou ACM Neto.

Integrante do processo de renovação das estruturas da rede municipal de ensino, a reconstrução deste CMEI conta com uma novidade, que será aplicada em outras obras da rede municipal de ensino: a utilização de tecnologia em 4D na elaboração dos projetos, o que facilita e agiliza o processo de construção dos imóveis. A iniciativa foi desenvolvida pelo consórcio vencedor da licitação para as obras e foi conferida pelo prefeito e pelo vice, através de um óculos 3D, que viram a projeção de como ficará a unidade de ensino após a conclusão.

A nova escola é aguardada com ansiedade por moradores como a autônoma Michele Amorim, de 33 anos, mãe da aluna Ana Beatriz, de 3 anos. “Desde que ela foi matriculada aqui, ela conseguiu se desenvolver muito bem, até mesmo alguns problemas de saúde conseguiram ser resolvidos através da unidade. O acolhimento da equipe é incrível, a diretora é como se fosse uma grande mãe. Há crianças que estudam em escolas particulares daqui que não têm esse mesmo tratamento. Espero que isso continue com a nova estrutura”, afirmou.

Estrutura – Com custo estimado de R$3,3 milhões, o CMEI Angelina Rocha de Assis é a quinta de 16 unidades escolares que começaram a ser demolidas e reconstruídas pela Prefeitura, por meio de recursos federais, via Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e municipais. O investimento total é de R$96 milhões.

A estrutura do novo centro de ensino terá 1.185,04 m² de área, composta por coordenação, secretaria, diretoria, sala dos professores, depósito de material didático, brinquedoteca, sala multiuso, oito salas de atividades, parque infantil, solário, refeitório, cozinha, triagem de alimentos, depósito de merenda, lavanderia, depósito de material de limpeza, bateria de sanitários para alunos, professores, funcionários, plataforma elevatória e guarita.

Atualmente, a unidade possui 65 alunos, do grupo 2 ao grupo 4, e funciona temporariamente em um prédio alugado no Alto do Cabrito. A nova escola vai atender do grupo 2 ao grupo 5 e ampliar sua capacidade para 300 alunos.

 

0
0
0
s2sdefault