Domingo , 16 Dezembro 2018
0
0
0
s2sdefault

A manhã desta segunda-feira (3) foi de muita celebração e sentimento de realização para os moradores de São Marcos, que receberam uma nova Unidade de Saúde da Família (USF) construída pela Prefeitura na Travessa Djalma Sanches, ao lado da Creche e Pré-Escola Primeiro Passo do bairro. A entrega foi feita pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do secretário municipal de Saúde, Luiz Galvão, demais autoridades e imprensa. Também estava presente uma das duas novas profissionais do programa Mais Médicos que atuarão na cidade.

O prefeito salientou que a USF era uma grande reivindicação dos moradores, que desejavam ter acesso a uma unidade básica de saúde perto de casa, evitando assim procurar atendimento em vários postos. “Esta unidade terá capacidade para atender a 16 mil pessoas por mês com quatro equipes de saúde da família e outras quatro de saúde bucal, realizando um sonho antigo da comunidade. É um trabalho forte de expansão da atenção básica que está sendo feito na cidade. A unidade é a quarta de uma série de 11 postos de saúde da família que serão entregues pela Prefeitura e outros oito serão inaugurados nos próximos dois meses. Desde 2013, mais de 5 mil profissionais de saúde já foram contratados pelo município”, completou ACM Neto.

A importância da estrutura foi ressaltada por moradores como a corretora de imóveis e cantora Rebeca dos Santos, de 36 anos. Ela ressaltou que a USF vai melhorar muito a vida dos cidadãos da região, pois hoje encontram dificuldade de atendimento em outros locais, seja pela distância ou mesmo pelos postos andarem cheios. “Graças a Deus, estamos vendo que as coisas estão realmente acontecendo, principalmente para locais carentes como aqui”, salientou.

Há mais de 40 anos residente em São Marcos, a aposentada Maria de Jesus, de 72 anos, contou que tinha que acordar às quatro da manhã para ir a postos localizados em outros bairros. “Eu mesma tenho problema de artrose no joelho, minha filha precisa de atendimento odontológico e vai ser muito bom ter atendimento médico perto de casa”.

Estrutura e avanços – A nova unidade de A USF de São Marcos terá capacidade para realizar até 650 atendimentos por dia e 16 mil por mês. A estrutura foi construída em uma área de 610 m², com total acessibilidade e dispõe de 12 consultórios, quatro deles para atendimento odontológico. O investimento foi de R$ 1,4 milhão. No local, é possível ter atendimento médico, de enfermagem e odontológico.

Será disponibilizado acesso a vacinas, coleta de material para exames laboratoriais, curativos, marcação de consultas, exames e dispensação de medicamentos. Na USF também serão desenvolvidos programas de saúde prioritários, como o de Hipertensão Arterial, Diabetes, Pré-Natal, Crescimento e Desenvolvimento Infantil, Tuberculose e Hanseníase, Planejamento Familiar e Acompanhamento do Bolsa Família.

De acordo com o secretário Luiz Galvão, entre 2013 e 2018, oito unidades de saúde foram reformadas no Distrito Sanitário de Pau da Lima, quatro novas Unidades de Saúde da Família foram construídas e outras quatro estão em construção. De 2012, quando possuía apenas 8% da cobertura, a região passou a ter mais de 50% de cobertura da atenção básica para a população - um incremento de 487%.

Médicas – Presente na solenidade, a médica Gabriela Vieira, 33 anos, disse estar pronta para atuar na USF Nova Constituinte, em Periperi. Ela é uma das duas profissionais selecionadas no novo edital do programa Mais Médicos e que substituirão os profissionais cubanos que atuavam na capital baiana. A outra profissional atuará na USF Boca da Mata.

Formada há seis meses, Gabriela conta que fez a inscrição assim que o processo foi aberto pelo site e conseguiu ser selecionada. “Vou assumir esse trabalho com muita dedicação e responsabilidade. Acho que é muito importante a prefeitura investir na atenção básica, esse modelo atua não apenas no tratamento, mas também na prevenção de doenças. É interessante ter uma unidade próxima à residência do paciente, que poderá ser acompanhado durante um tempo e não apenas de forma pontual. Isso reflete na qualidade de vida do cidadão e diminui custos com internamento”, opinou.

0
0
0
s2sdefault