Sábado , 18 Agosto 2018
0
0
0
s2sdefault

A manutenção da iluminação pública da cidade pode ser facilmente solicitada pelo Fala Salvador 156, canal de atendimento direto com a população. Além da comodidade em fazer o pedido por telefone ou pelo portal do Fala Salvador, o cidadão conta com um prazo de 48h para a resolução do problema e recebe retorno da Diretoria de Iluminação Pública (Dsip), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública, para confirmação do atendimento da demanda.

De janeiro a julho desse ano, 22.226 solicitações do tipo foram realizadas, com uma média mensal de 3.100. Os bairros que mais fizeram solicitação foram Cajazeiras, com 1.348 pedidos; São Cristóvão, com 592 e Águas Claras, com 581. Por meio do 156, a população pode pedir reparo de lâmpadas e postes com defeito, inclusive os que estão por cair ou dando choque.

Antes de realizar a solicitação, é importante que o comunicante se certifique de que o poste é de responsabilidade da Prefeitura e não da Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba). A maioria das solicitações relacionadas a postes é direcionada incorretamente à DSIP, visto que se trata de defeitos em postes sob responsabilidade da Coelba.

A Prefeitura dispõe de poucos postes de concreto - a maior parte das estruturas do Município é metálica, não tem fiação aérea e tem apenas a função de iluminar. Em geral, os da Prefeitura estão localizados nas principais vias da cidade, em grandes avenidas com grande fluxo de veículos, como Paralela, Antônio Carlos Magalhães, Bonocô e Orla (da Barra até Itapuã) e ruas que contam com fiação subterrânea.

Além disso, é importante verificar a numeração do poste, que facilita a localização e reparo. A sequência alfanumérica das estruturas da Coelba, inicia com a letra 'X', seguida por seis números. Já a da Prefeitura começa com 'Ip' e é seguida por quatro números. Durante as solicitações, o ideal é passar a maior quantidade de informação possível, principalmente um ponto de referência de fácil identificação, como cor e número da casa mais próxima.

Serviços – Os serviços de iluminação pública que podem ser solicitados pelo 156 são aqueles relacionados ao reparo, o que inclui lâmpadas apagadas, desencaixadas, braçadeiras com defeito e postes que ameaçam cair ou estão dando choque. Pedidos de implantação de novos postes, substituição de lâmpadas de vapor de sódio por LED e substituição de luminárias de campos e quadras devem ser feitos por ofício na DSIP – situada na Avenida Cardeal Avelar Brandão Vilela, S/N, Mata Escura, (antiga Revita) – ou na Prefeitura-Bairro mais próxima. Já a substituição de luminárias de pontos de ônibus e praças podem ser direcionadas ao 156.

Acompanhamento – O solicitante deve anotar o número do protocolo para acompanhar a solicitação. Segundo o presidente da DSIP, Júnior Magalhães, o órgão está fazendo uma espécie de Olho Vivo, que consiste no retorno ao cidadão para confirmar a realização do serviço. “A empresa prestadora de serviço só recebe o pagamento se for constatado que o reparo foi realizado, caso contrário, o repasse fica suspenso até que seja concluído”, afirma Magalhães.

“O canal é importante porque aproxima o cidadão da solução para a sua necessidade. O 156 melhora a eficiência e diminui o tempo de resposta, além de registrar os dados para que sejam utilizados no planejamento de melhorias”, acrescenta o gestor.

0
0
0
s2sdefault