Quinta-Feira , 19 Julho 2018
0
0
0
s2sdefault

 

A indicação mais votada pelos moradores de Jardim Santo Inácio, através do programa Ouvindo Nosso Bairro, foi transformada em realidade pela Prefeitura. A Praça do Fim de Linha do bairro foi entregue completamente requalificada, na noite desta segunda-feira (25), pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do secretário de Manutenção (Seman), Virgílio Daltro, e do presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), Marcílio Bastos, além de demais gestores municipais, autoridades e população.

 

Ao lado dos dois filhos, de cinco meses e sete anos de idade, a auxiliar de classe Railda Santos, de 37 anos, ressaltou a importância do equipamento para pessoas de todas as idades. “Moro aqui há três anos e não tinha um espaço de lazer para as crianças. É um bairro distante e fica difícil levar elas para outros locais. Agora o lugar fica lotado. É um espaço muito bom até mesmo para adultos”, afirmou.

 

O prefeito lembrou que a área de convivência e lazer era uma reivindicação antiga dos moradores. “Isso aqui não podia antes ser considerada uma praça. É uma obra que ficou em primeiro lugar na preferência dos moradores de Jardim Santo Inácio, no Ouvindo Nosso Bairro. Este é um exemplo de que quem sabe melhor sobre a necessidade do bairro é o morador, o cidadão”, afirmou ACM Neto.

 

Estrutura – O espaço possui 792 m² de extensão e oferta à população acesso a recursos de entretenimento e saúde para todas as idades. O local foi projetado pela Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Manutenção (Seman).

 

Os cidadãos já aproveitam estruturas como parque e espaço infantil, academia de saúde e musculação, mesas para a prática de jogo e bancos modulares. Também foram implantados no local estrutura de pergolado, piso intertravado e acessibilidade total com rampas, possibilitando a utilização do espaço por pessoas com quaisquer dificuldades motoras, além de paisagismo, iluminação e comunicação visual com campanhas educativas.

 

O projeto também contou com o uso da tecnologia através de registros aéreos feitos com drone, o que facilitou o traçado do espaço e dinamizou a construção da praça.

0
0
0
s2sdefault