Domingo , 23 Setembro 2018
0
0
0
s2sdefault

“Cheguei a morar nas ruas da Barra por dois anos, não tinha nenhum documento. Era um indigente”, conta o pedreiro Joílson Melo, 34 anos, ao relembrar o passado. Ele é uma das 5,9 mil pessoas assistidas pelos serviços dos Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centro POP), oferecido pela Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps). 

Através do encaminhamento oferecido pelos Centros POP, Joilson conseguiu recuperar todos os documentos perdidos após encaminhamento aos órgãos responsáveis pela emissão. “Através das ações de abordagem social, eu tive uma esperança de que eu podia ter uma vida mais digna. Passei a ser assistido pelo Centro POP, e lá começaram a acompanhar minha situação de perto. A partir daí, me encaminharam para que eu retirasse todos os meus documentos que perdi”, conta Melo. 

Após a recuperação dos documentos, o pedreiro passou a ser beneficiado por outros serviços oferecidos pela Semps, como Cadastro Único para Programas do Governo Federal (CadÚnico), Minha Casa, Minha Vida e auxílio-moradia – este último rendeu-lhe uma casa em Pau da Lima, onde mora atualmente. A iniciativa se tornou uma grande oportunidade de um convívio em sociedade. “Só tenho que agradecer ao Centro POP, à Semps e a todos os profissionais que fizeram com que tudo isso acontecesse, que a minha vida mudasse. Hoje eu posso dizer que tenho uma vida digna”, celebrou. 

Auxílio moradia – Os beneficiados pelos serviços do Centro POP, como Melo, são acompanhados pelas equipes dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) do território onde residem. Além de ofertar os serviços socioassistenciais, como o auxílio-moradia e auxílio-viagem, o serviço monitora a aplicação do benefício recebido. O valor é concedido até que a pessoa adquira a condição de custear a moradia com recursos próprios ou receba imóveis dos programas habitacionais do governo. 

Abordagem Social – O Serviço Especializado em Abordagem Social da Semps é ofertado de forma continuada e programada. A intenção é de assegurar trabalho social de abordagem e busca ativa que identifique, nos territórios, a incidência de situações de risco pessoal e social por violação de direitos, como o trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes, situação de rua, uso abusivo de crack e outras drogas, dentre outras. 

As equipes da Semps realizam ações de abordagem social todos os dias da semana, principalmente em locais onde há concentração de pessoas em situação de rua. Os educadores sociais fazem a sensibilização sob a ótica da garantia de direitos, com o objetivo de oferecer alternativas de inserção em serviços, programas e projetos ofertados pelo município e pela rede, na tentativa de oportunizar a construção de novos projetos de vida. Aqueles que demandam pelos serviços da secretaria são encaminhados ao Centro Pop, onde são recepcionados por equipe técnica composto por assistentes sociais, psicólogos e educadores.  

Identificadas as demandas imediatas, é iniciado o acompanhamento aos indivíduos e ou famílias, sendo, em casos específicos, encaminhados para as unidades de acolhimento disponibilizadas pela Prefeitura e pela rede conveniada, ou para acesso ao Auxílio Moradia e Auxílio Viagem. As equipes multidisciplinares propõem atividades culturais e sociais com vistas a promover a reinserção social, comunitária e familiar. 

Centro POP – O Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) da Semps é ofertado para pessoas que utilizam as ruas como espaço de moradia e/ou sobrevivência. É a principal porta de entrada da Política de Assistência Social aos serviços ofertados à população em situação de rua. 

O centro é um espaço de referência para o convívio grupal, social e o desenvolvimento de relações de solidariedade, afetividade e respeito. O foco é no protagonismo social do indivíduo, com a finalidade do desenvolvimento de um novo projeto de vida. 

Dentre os serviços ofertados no Centro POP, destacam-se o atendimento individualizado, as atividades em grupo, a oficina de geração de renda, a guarda de documentos e/ou pertences e os encaminhamentos à rede socioassistencial. Atualmente, três Centros POP funcionam no município de Salvador e estão localizados nos bairros de Itapuã, Pau da Lima e Vasco da Gama.

 

0
0
0
s2sdefault