Quarta-Feira , 12 Dezembro 2018
0
0
0
s2sdefault

 

 

As mães de crianças com microcefalia e deficiências associadas que são atendidas no Centro Dia, localizado no Parque Bela Vista, estão sendo homenageadas pelo Dia Internacional da Mulher, com a disponibilização de serviços como Spa de beleza, teste para detecção de doenças como HIV, sífilis e hepatite, além de palestras sobre empreendedorismo. A ação foi realizada por meio da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), com o objetivo de discutir o papel da mulher na sociedade atual, bem como proporcionar a valorização e a autoestima dessas mães.

 

Com um grupo formado por 20 profissionais, as mães puderam deixar seus filhos sob a supervisão da equipe multiprofissional do espaço para receber os atendimentos especialmente programados para elas. Palestras foram realizadas por psicólogos do Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRLV) e profissionais do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A iniciativa também ofertou atendimentos como cadastro no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Cadastro Único (CadÚnico).

 

“A nossa proposta é valorizar e trabalhar a autoestima dessas mães, porque muitas delas acabam deixando de ir ao salão de beleza para estar com os filhos, e nós estamos aqui para fazer com que elas se sintam lembradas e valorizadas”, explicou a assistente social Jamiles Cavalcante. As mães agradeceram a iniciativa. “Eu me sinto bem acolhida aqui neste local, o tratamento que recebemos é maravilhoso. Os profissionais nos recebem de braços abertos”, expressou Crisleide Teixeira, dona de casa e mãe de Bernardo.

 

Na última segunda-feira (5), as mães também receberam atendimento médico, realizaram exames e receberam orientações para cuidar da saúde. A atividade foi realizada em parceria com a Fundação José Silveira, que disponibilizou uma unidade móvel de atendimento. “O Centro Dia é uma extensão da casa dessas famílias, formado por uma mão de obra especializada, já que as crianças necessitam de muito cuidado”, disse a titular da Semps, Tia Eron.

0
0
0
s2sdefault