Domingo , 19 Novembro 2017

  

 

Facilitar o desenvolvimento de atividades e ações relacionadas à elaboração de um Termo de Referência e de estudos técnicos para a criação da Unidade de Conservação de Proteção Integral do Vale Encantando, em Patamares. Essa é a ideia do Acordo de Cooperação Técnico-Científica firmado nesta quarta-feira (13) pelos representantes da Prefeitura, por meio da Secretaria da Cidade Sustentável (Secis), e do Instituo Mãos da Terra. A solenidade foi realizada na administração do Parque da Cidade, com a presença de integrantes da ONG SOS Vale Encantado.

 

Com o pacto, o Vale passa a ter mais garantias de preservação. Se houver algum empreendimento em construção no entorno, por exemplo, o mesmo precisará fazer um estudo de impacto, além de destinar uma quantia para a manutenção do espaço. Fica definido também que toda atividade realizada dentro do parque, precisa ser integrada ao fator preservação. “Esse acordo representa uma parceria entre a sociedade e poder público. Temos que pensar em conjunto para que a preservação do meio ambiente e o bem-estar de todos, seja protegido” disse o secretário André Fraga.

 

Moradora do bairro de Patamares há 20 anos, Sandra Jovita esteve presente na assinatura do pacto, comemorando a medida. “Achei fundamental o que foi feito hoje. Como moradora da região de onde está o parque, penso que toda a população soteropolitana só tem a ganhar”, ressaltou.

 

Vale Encantado – Localizado no bairro de Patamares, meio da cidade de Salvador, o Parque Ecológico do Vale Encantado é um remanescente de Mata Atlântica na capital. São milhares de árvores num total de 227 espécies, um remanescente florestal rico, funcionando como um pulmão verde da cidade. Estudos apontam para a ocorrência de 125 espécies de aves, 40 espécies de mamíferos, 41 espécies de répteis e 19 de anfíbios. Com cerca de 1 milhão de metros quadrados, a área está entre os espaços protegidos pelo município, contemplados no Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) - Lei 9.069/2016.

 

Instituto Mãos da Terra – Fundada em 2015, a ONG é formada por biólogas com experiência em Conservação da Biodiversidade, Unidades de Conservação, Corredores Ecológicos e Gestão Ambiental. À frente da ONG está Margareth Maia e Tatiana Bichara, que firmaram acordo com a ONG SOS Vale Encantado há mais de um ano.