Domingo , 25 Junho 2017

 

Em reunião com ministro das Cidades, ACM Neto discute metrô e investimentos para Salvador

 

O prefeito ACM Neto anunciou nesta quinta-feira (09) que na próxima semana a Prefeitura lançará o edital de licitação da primeira etapa do BRT (Bus Rapid Transit) que vai ligar a Estação da Lapa à região do Shopping da Bahia. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa realizada no Palácio Thomé de Souza, ao lado do ministro das Cidades, Bruno Araújo, que está em Salvador para conhecer o sistema metroviário que ligará a capital baiana ao município de Lauro de Freitas e discutir a liberação de recursos federais para outras obras na cidade, a exemplo de contenção de encostas. O governo federal já liberou R$ 408 milhões através de operações de crédito junto à Caixa Econômica Federal (CEF) apenas para a primeira fase do corredor viário.

 

A previsão é que o processo licitatório dure três ou quatro meses, através do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que moderniza e agiliza o procedimento. A partir disso, a Prefeitura dará ordem de serviço, com prazo de 28 meses para finalização da obra. Na primeira etapa, serão feitas intervenções para viabilizar o trecho entre as avenidas Juracy Magalhães e ACM, até a estação de integração com o metrô que está sendo construída pela CCR próxima à rodoviária. Esse trecho contará com três viadutos, dois elevados e três estações. O BRT tem como objetivo dotar a capital de infraestrutura necessária à implantação um sistema de transporte coletivo de melhor qualidade, e estará integrado ao metrô e demais modais.

 

Com investimento total previsto superior a R$ 800 milhões, o projeto será implantado ao longo do corredor formado pela Avenida Vasco da Gama, Rua do Lucaia, Avenida Juracy Magalhães e Avenida ACM, se estendendo desde a entrada da Estação da Lapa até a Estação de Integração Iguatemi (metrô/BRT), na região próxima ao atual Shopping da Bahia. As intervenções preveem o aproveitamento das vias de ônibus convencionais já existentes ao longo da Avenida Vasco da Gama, adaptando-as para uso do sistema BRT. Nos demais trechos, serão implantados novas vias exclusivas para o sistema.

 

Depois da reunião, o prefeito e o ministro atenderam a imprensa e cumpriram um roteiro de visita ao sistema metroviário, na presença do diretor-presidente da CCR Metrô Bahia, Luis Valença, do vice-governador João Leão, além de deputados estaduais e federais, secretários municipais e vereadores. A comitiva partiu da estação do Campo da Pólvora, passando por Pirajá até a sede da CCR, onde conheceram o centro de controle de operações. Em seguida, o grupo voltou para a estação do Acesso Norte, de onde partiu para rodoviária e Pituaçu.

 

Papel decisivo - ACM Neto destacou que a operação do sistema metroviário que ganha forma na cidade se dá pelo esforço da Prefeitura em viabilizar um acordo com os governos estadual e federal, com o objetivo de destravar um impasse de 12 anos. “Nós conseguimos, em quatro meses, formatar um acordo para garantir o avanço do metro. Sem a participação da Prefeitura, não haveria a obra que estamos vendo. Claro que a participação do governo federal é imprescindível. Alguns receavam que com a mudança de governo pudesse haver algum tipo de postura discriminatória, e as coisas continuam acontecendo, até com maior atenção, mais prestígio por parte da União em relação ao metrô, que, quando estiver completo, vai ajudar a melhorar muito a mobilidade urbana e a qualidade do serviço de transporte publico”, avaliou.

 

O ministro das Cidades destacou que uma cidade do tamanho de Salvador necessita da integração entre o BRT e o metrô. “Hoje, uma cidade do tamanho de Salvador necessita de toda uma integração. A administração do prefeito ACM Neto terá a devida atenção do governo federal”, garantiu. Ainda de acordo com o ministro, a implantação do BRT interligado ao metrô trará ganhos substanciais à mobilidade urbana. “O prefeito ACM Neto tomou uma decisão corajosa ao entregar esses equipamentos ao governo estadual, encontrando uma solução econômico-financeira. A Bahia merece essa atenção do governo federal, que fica contente em poder, nessa oportunidade, lembrar à sociedade baiana que esse é um dos maiores investimentos do governo brasileiro numa obra do país”, concluiu.