Sábado , 16 Dezembro 2017

Considerada a maior edição da festa na história da capital baiana, o Carnaval de Salvador 2017 também foi marcado pela aprovação popular. De acordo com o Fala Folião, serviço desenvolvido pela Ouvidoria Geral do Município (OGM) durante os sete dias oficiais de folia (22 a 28 de fevereiro), 54% dos 4,5 mil registros foram de elogios de moradores e visitantes. Somando os dados de pedidos de informações e orientações sobre a folia, o índice chega a 87%. Apenas 5% dos registros foram de reclamações este ano, contra 12% registrados em 2016.

De acordo com o ouvidor-geral do Município, Humberto Viana, os números são resultado da qualidade do trabalho conjunto entre os órgãos municipais, que envolvem desde o registro até a solução. “O trabalho de integração com os órgãos possibilitou que as demandas registradas pelo Fala Folião fossem encaminhadas de imediato aos órgãos, que puderam analisar e responder rapidamente as solicitações. Além disso, a atuação neste Carnaval contribuiu muito para o folião perceber como a Prefeitura atende bem aos cidadãos”, pontua Viana.

O item mais elogiado pelos foliões foi referente à organização geral do Carnaval – que envolve estrutura física, atrações, serviços e atuação dos órgãos públicos -, com 39% dos registros. Em seguida, foram citados o acesso aos circuitos (10%), a atuação da Guarda Civil Municipal (8%) e até mesmo a ação de proteção às marcas patrocinadoras (6%). “Ao contrário de outros anos, não houve reclamações referentes a ambulantes e nem com relação à marca de bebida comercializada na festa”, complementa o ouvidor-geral.

Informações e sugestões - Sobre as informações/orientações, o item mais demandado foi o material informativo da Prefeitura, como guia de atrações e pulseiras de identificação infantil, com 35%. O acesso aos circuitos (12%) e os serviços, atrações e estrutura do evento (10%) também integraram a lista. A solicitação dos serviços somou apenas 4% do total, com 171 registros. Os pedidos foram de lavagem das ruas, coleta de lixo e fiscalização do acesso aos circuitos, com 8% dos registros cada.

As sugestões também somaram 4% e englobaram itens como melhorias na organização do Carnaval, mais atrações infantis inclusive com blocos sem cordas, e melhoria na estrutura das arquibancadas, dentre outros. Os três órgãos mais demandados foram a Empresa Salvador Turismo (Saltur), com 52% dos registros, seguida da Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb), com 14,8% e da Superintendência de Trânsito e Transporte (Transalvador), com 13,2%.

“Percebemos que, este ano, houve um aumento da participação das pessoas nas solicitações de informações e orientações, assim como uma percepção maior dos foliões quanto aos serviços prestados pela Prefeitura. Para a administração municipal isso é muito importante, pois conseguimos ver o que o folião realmente deseja. Eles contribuem até mesmo com sugestões e alternativas para soluções de algumas questões ou melhorias para a festa do próximo ano”, salienta Humberto Viana.

Estrutura – O Fala Folião contou com equipe formada por 40 pessoas espalhadas em diversos pontos da festa e três balcões de atendimento para suporte às equipes volantes e foliões. O serviço também englobou o canal Fala Folião 156, com funcionamento 24h por dia por meio do telefone 156 ou site www.fala.salvador.ba.gov.br.