Quinta-Feira , 18 Abril 2019
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura credenciou mais de 2,4 mil profissionais de imprensa do mundo todo para a cobertura do Carnaval. O objetivo das equipes é não deixar que nenhum momento da festa passe em branco. E para que isso aconteça da melhor maneira, a gestão municipal disponibilizou espaços específicos para que profissionais de rádio e foto, impresso e TVs trabalhem com segurança.

Os praticáveis de rádio dão mais qualidade e segurança durante a cobertura da folia. A estruturas foram projetadas especificamente para esses veículos de comunicação com a comodidade necessária, podendo ser local para entrevistas com artistas e autoridades. Há também os espaços reservados para os fotógrafos e câmeras, como os pórticos localizados na passarela dos trios nos circuitos da folia, onde é possível captar imagens de diversos ângulos dos artistas e dos foliões.

A Sala de Imprensa Oficial do Carnaval, localizada na Praça 2 de Julho, no Campo Grande, permite que os profissionais possam ter acesso fácil a computadores com internet e rede wi-fi. Com a estrutura, eles podem redigir as matérias e mandar para os veículos, ou postar nos sites com maior rapidez. A decisão de instalar a sala no Campo Grande nesse ano foi justamente para viabilizar menores deslocamentos.

Estrutura - Mesmo sendo soteropolitano, esse é o primeiro ano que o jornalista Matheus Fortes cobre a maior festa popular do Planeta. “É o meu primeiro Carnaval trabalhando e conhecendo o evento. Está sendo uma experiência única”, disse. Fortes acrescenta que está conseguindo desmistificar algumas ideias da folia. “Quero ter mais tempo o ano que vem para curtir e fazer as minhas própria pautas”, afirmou.

Também pela primeira vez fazendo a cobertura da festa, o fotógrafo Silvio Tito, de Feira de Santana, destacou a facilidade da nova estrutura com a retirada dos camarotes de um dos lados da passarela dos trios, no Campo Grande. “Agora temos diversos ângulos para as imagens e um espaço mais democrático para o folião pipoca e para aqueles que estão nos blocos, deixando a festa ainda mais bonita para ser levada para os quatro cantos do mundo. É um trabalho encantador, mais que prazeroso”, destacou.

Há 10 anos o radialista Humberto Carlos vem de Santo Antônio de Jesus para a cobertura do Carnaval, e ficou feliz ao ver a qualidade da estrutura montada para receber os profissionais de imprensa. “Estamos com uma estrutura muito boa para trabalhar. Podemos fazer todas as pautas com tranquilidade. Só queria que a festa aqui no Campo Grande fosse mais bem explorada pelos artistas”, observou, fazendo votos para que o circuito do centro seja cada vez mais valorizada pelos artistas, movimento que tem ganhado cada vez mais força.

 

SBT.jpg

0
0
0
s2sdefault